Os conteúdos que você se dispõe a ver podem incluir textos, imagens ou outros materiais para adultos. Esses conteúdos são dirigidos especificamente para pessoas maiores maiores de 18 anos, segundo a legislação aplicável, tenham plena capacidade para acessar produtos relacionados a sexo. Fica, terminantemente, proibido o acesso a esses materiais por aqueles que não cumpram tais requisitos. Caso você não atenda a algum dos requisitos anteriormente expostos fica obrigado a clicar em NÃO ACEITO.

Clicando em ACEITO, você declara expressamente que é maior de 18 anos, tem plena capacidade para acessar produtos relacionados a sexo, deseja ver conteúdos de caráter sexual destinados exclusivamente a adultos, não considera ofensivos materiais relativos a nus ou outras atividades sexuais e abandonará, imediatamente, os conteúdos caso os considere ofensivos.

Tenho mais de 18 anos e ACEITO os termos Sou menor de 18 anos e NÃO ACEITO os termos

Processando... Processando sua solicitação



Enviar por e-mail

Enviar notícia por e-mail
Exemplo: nome@example.com. Para enviar para mais de uma pessoa, separe os endereços por vírgulas
Informe o seu nome
Informe o seu endereço de e-mail
Os comentários serão incluídos na mensagem

Comunicar erros

Comunicar erro na notícia
Informe o seu nome
Informe o seu endereço de e-mail
Descreva o que há de errado com esta notícia
07/05/2012 - 09h57

Professora fogosa não perde tempo e trepa com aluno

Imagem: ReproduçãoClique para ampliarProfessora fogosa não perde tempo e trepa com aluno (Imagem:Reprodução)Professora fogosa não perde tempo e trepa com aluno
Tudo se passou no dia 5/04/12 na sala de aula da minha faculdade. Tenho uma professora loira mais ou menos 1,69 de altura corpinho de dar inveja em muitas menininhas por ai. Desde o primeiro dia que entrei na sala já olhei ela diferente linda solteira com uma voz sensacional. No dia ali citado, os alunos combinaram de ir pro bar, eu como não bebo fiquei sozinho na sala quando ela chegou, aquele vestido longo tomara que caia até os pés, aquele sorrizo delicioso estampado nos lábios e uma voz angelical: Boa noite ?Steve? (Nome ficticio) eu respondi boa noite meu anjo! Percebi que de momento ela ficou meio que surpresa com minha saudação, más tava nem ai. Ela me perguntou onde o povo tinha ido eu respondi que não sabia, ela retrucou: Sei sei.. devem estar no bar. Eu apenas neguei que sabia de algo. Como era a primeira de 4 longas aulas ela disse então o que faremos até as 10 e 35? ?Ficaremos loucos de tesão eu e você juntos? Pensei comigo. Respondi ? Você quem sabe anjo. Ai fiquei surpreso com sua resposta. Anjo? De anjo não tenho nada. Pra mim isso foi o Boom. Apenas o motivo que eu queria. Ai com certeza eu investi.. Não acredito, más tenho certeza que por fora é um anjo sim, más por dentro deve arder um fogo que na hora que ele resolver pegar o estrago será grande.
- Estrago? Que tipo de estrago eim moçinho piloto. (Tenho brevê de piloto de avião)
- Um estrago que poderiamos chamar de Prazer sobre ? humano!
Na hora ela fechou a cara e saiu da sala, pensei: Pronto fiz merda. Ela vai me expulsar ou sei lá, porém percebi que as coisas dela tinham ficado, e depois de uns 15 minutos ela voltou e disse:
- Venha comigo engraçadinho.
Pensei pronto, vou a reitoria e ela vai relatar e estarei expulso, 3 anos de engenharia jogados fora. Más pro meu espanto ela estava indo rumo ao estacionamento, ai perguntei:
- O que ohuve? Onde estamos indo? Desculpa pelo que falei...
- Desculpar você? Quero ver se é esse homem de 1,93 que vc diz que é, você me colocou fogo, quero ver você apagar ele.
- Então se prepare que você hoje vai se contorcer de tezão....
Quando entramos em seu ix35 filmado, tratei de logode começar a morder aquela boca deliciosa e começar a correr minha mão para aquela bocetinha que percebi estar molhadinha, para meu delírio quando ela tirou minha mão de lá ela lambeu o meu dedo e começou a socar na bocetinha dela e gemer baixinho, pensei que iria rolar ali mesmo quando eu sugeri que saissemos logo e fossemos ao motel que tem do lado, más não esla estava ensandecida, começou a falar em Francês comigo:
- Je veux que vous tous aujourd'hui un OITE moi, tout envie de boirevotre lait.( Quero você hoje an oite toda comigo, quero beber seu leite todo)
Mal conseguia dirigir, ela ficava olhando pra mim e pedindo pra eu aumentar a velocidade com meus dedos na bocetinha dela.

Chegando em seu ap, ela me agarrou pelo colarinho da camisa e me prensou na parede e começou a me morder, beijar minha boca pegou minha camisa e a rasgou e os botões voaram, começou a beijar meus mamilos, barriga e chegou bem perto do meu cacete que estava feito uma pedra. Começou a morder por cima da calça e me deixou pelado na frente dela. Foi quando minha surpresa ela começou a bater meu pau na cara dela e dizer.. Fode eu fode, deixa eu colocar essa pica grossa na minha bucetinha...e começou a chupar meu pau, não da forma tradicional como a mulherada chupa, más diferente. Como? Colocou meu pau dentro da boca dela deu umas 4 mamadas e começou a fazer pressão pra dentro, sugar com tanta força que parecia que ela queria engolir, eu gritava de tanto tezão, quando ela tirou começou a falar comigo só que cantando peguei ela nos braços e a levei para o sofá, sentei ela coloquei aquelas pernas maravilhosas nos meus ombros e começei a chupar aquela bucetinha rosinha, e ela gemia tão alto enquanto eu apreciava aquela maravilha de perereca, chupava sem pressa enquanto ela passava as mãos nos seios com silicone que ela tinha, 300 gramas de silicone em cada seio, eu me diverti muito com eles, depois de deixar ela quase pirando ela ficou de 4 pra mim. Pensei comigo, que linda. Encaixei a cabeça do meu pau na bocetinha dela e ela começou a bombar meti gosto com ela de 4 enquanto dava tapa naqula bunda branquinha deliciosa, foi quando ela me pediu.

- Quero que vc goze na minha buceta, quero sentir seu leite dentro de mim.
Claro que concordei, más não seria louco de gozar na boceta dela, por mais deliciosa que fosse, ela sentou em cima do meu pau e começou a cavalgar, olhava pra mim com uma cara de desejo e prazer, começou cavalgar ao contrário rebolando em cima da meu pau. Ela virou e me pediu de novo pra gozar na buceta dela, que queria um filho comigo, que a tempos já me olhava então meti mais forte pra ela parar de falar e só gemer... quando percebi estavamos em um ápice tão grande que quando fui gozar gritei vo goza vou gozar..... vou go......em um pulo ela engoliu meu pau com a boca dela e eu jorrei meu leite dentro daquela deliciosa boca, um pouco saiu pra fora e com a lingua ela pegou e engoliu todinha. Quando ela acabou joguei ela na cama e começei a chupar a buceta dela chupando chupando quando soquei meu pau meio mole meio duro lá dentro e começei a bombar de novo, ficamos um bom tempo metendo quando vi... Gozei novamente... só que dentro dela como ela havia pedido, senti ela gozando em mim tbem, aquela delicia de águinha saindo misturado com meu leite... ela delirando na cama e eu também, nem tinha caído na realidade. Depois do banho que tomamos fomos jantar e eu perguntei
- A se você não fosse minha professora, eu namoraria sério com você..
- Não ligo que seja meu aluno, te pego dentro da sala se precisar.
- Entendi, más porque não va.....
Em um pulo ela me jogou pro chão, estava de vestidinho sem calçinha e começou a cavalgar aquela buceta em minha boca e a falar:
- Quero vê você apagar meu fogo...
Uma terceira vez seria sensacional, más a hora já estava tarde e como moro em outra cidade tenho que pegar ônibus, más ela não se importou me levaria em casa mais tarde. Deitei ela na mesa da cozinha com as pernas abertas e bombava sem dó... bombava gostoso. Aquele olhar fulminante em mim, dizendo: Acaba com minha buceta vai... deixa ela bem molhada com seu leite.. Nosso suor pingava ao chão e a mesa estava toda molhada de tanto suor, quando me dei conta meu leite jorrou novamente e essa mulher se contorcia e gemia de tezão. Os dois gozaram novamente eu cai de costas no chão de tanta fraquesa, ela em cima da mesa parecia meio que desmaiada meio que acordada ai levantei e ela não sabia se ria ou se gemia com os olhos fechados..
- Delicia você eim, amanha viremos novamente, perguntei.
- Tenho uma surpresa pra você.

Bem, ela me levou em casa, no meio do caminho enquanto eu dirigia ela chupava meu pau.... claro que fui obrigado parar no acostamento pra gozar naquela boquinha.
Passaram ? se os dias e a surpresa foi revelada, um convite para passar o fim de semana com ela no apartamento da família em Londres. Claro que aceitei, só esperando o dia chegar!

Fonte: Acervo de contos

Keywords: sexo, pênis, transa, professora, vagina, buceta, gemia, bocetinha, pau, tezão, chão, cavalgar


Saiba mais sobre Contos Eróticos

Leia também