Colunista Herbert Sousa
GP1

Com 21 anos, sobrinho do dono da Locar Transportes movimentou R$ 7,5 milhões


Um dos operadores financeiros da quadrilha desbaratada pela Polícia Federal no âmbito da "Operação Topique” é Luiz Gabriel Silva Carvalho, funcionário da Locar desde 2014 e sobrinho do chefe da organização criminosa, Luiz Carlos Magno da Silva.

Com apenas 21 anos, o operador era responsável pelo endosso e desconto de dezenas de cheques. Aponta a Polícia Federal que parte desses valores era depositado nas contas de agentes públicos.

  • Foto: Facebook/Gabriel SilvaGabriel SilvaGabriel Silva

O rapaz, que está preso preventivamente, movimentou entre crédito e débito o valor de R$ 7.523.204,62 (sete milhões, quinhentos e vinte e três mil, duzentos e quatro reais e sessenta e dois centavos).

Poderá soltar a língua e contar tudo o que sabe.

  • Foto: Facebook/Gabriel SilvaGabriel Silva Facebook de Gabriel Silva

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Operação Topique: Locar Transportes movimentou R$ 346 milhões

Juiz federal mantém prisões de 22 alvos da Operação Topique

Confira nomes de empresários e servidores presos na Operação Topique

PF prende servidores da Seduc-PI e 21 empresários na operação Topique

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.