Blog Opinião
GP1

Molim, molim


Zózimo Tavares (*)

Imagem: DivulgaçãoClique para ampliarFirmino Filho(Imagem:Divulgação)Firmino Filho
A Assembleia Legislativa deu posse ontem aos novos deputados estaduais do Piauí. Nunca na história deste Estado a Casa foi tão governista: dos 30 parlamentares, 27 são da bancada do governo. Apenas três sentarão na bancada da oposição. O governador Wilson Martins (PSB) terá, portanto, dias tranquilos no Palácio Petrônio Portella.

Além de prestigiar os deputados de sua bancada, Wilson está ajeitando também os suplentes. Pelo menos meia dúzia deles serão convocados a partir de amanhã para exercerem o mandato, por conta da ida dos titulares das cadeiras para o secretariado do governador. E os suplentes, como se sabe, são ainda mais governistas que os titulares.

A difícil tarefa de fazer oposição ficará com os deputados Firmino Filho, Luciano Nunes e Marden Menezes, todos do PSDB. Dos três, o primeiro é estreante na Assembleia. Os outros dois já fizeram oposição ao governo, na legislatura passada, e se saíram muito bem. Em vários momentos, criaram embaraços para o governo.

A presença de Firmino na Assembleia é um reforço para a bancada da oposição. Ele é um nome de peso. Já foi prefeito de Teresina duas vezes e elegeu o sucessor, além de ter sido candidato a governador. Faltava-lhe a experiência parlamentar. Em 2008, foi o candidato mais votado para a Câmara Municipal de Teresina e, no ano passado, o mais votado na capital para a Assembleia.

Além da experiência administrativa e política, Firmino tem uma bagagem técnica altamente qualificada, como analista concursado do Tribunal de Contas da União. É um político que conhece a fundo os procedimentos da administração pública, com todos os seus ritos, aí envolvendo licitações, auditorias, etc. Ele terá condição, portanto, de atuar bem na fiscalização dos atos do governo.

Apesar disso, o governo não tem o que temer. Nas comissões técnicas ou no plenário, qualquer decisão inconveniente da oposição será derrubada sem muita força. A bancada governista é um rolo compressor, que esmagará sem dificuldade qualquer pedra que a oposição venha a atravessar seu caminho.

(*) Editor-chefe do Diário do Povo

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.