GP1

Ceará

Vendedor chora após decreto no Ceará: “meus filhos vão morrer de fome”

Na última sexta-feira (26) o governador Camilo Santana decretou novas medidas restritivas no Ceará, por conta da pandemia.

Um trabalhador autônomo que vende espetinhos no Ceará, no município de Brejo Santo, gravou um vídeo emocionante neste final de semana, logo após ser abordado por autoridades em virtude do novo decreto assinado pelo governador Camilo Santana (PT), que determinou medidas restritivas em todo o estado por conta da pandemia da covid-19.

No registro, o cidadão chora poucos minutos depois das autoridades o mandarem recolher sua churrasqueira, o que o impossibilitou de continuar suas vendas. Em seu desabafo, ele afirma que entende a gravidade do momento, mas pede que o governo pense nos pequenos empreendedores, que não podem ficar sem trabalhar, sob risco de ficarem sem o que comer.

“Meus filhos e a mulher que eu tenho em casa vão morrer de fome! O meu negócio não dá aglomeração, aqui só tinha três pessoas esperando os espetinhos, o que estão fazendo com a gente? Fazendo a gente fechar, eu preciso ganhar meu dinheiro, eu sei que a doença está avançada, eu entendo, mas não existe ninguém chegar no meu estabelecimento, me ignorando, eu sou um trabalhador. Todo dia eu ralo para ganhar meu dinheiro, para ver se eu sobrevivo. Se eu pudesse eu não estava aqui, se eu tivesse condições, não estava aqui”, declarou.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.