Arma usada no assassinato do advogado Kelson Feitosa desaparece

- atualizado
  • Foto: DivulgaçãoAdvogado Kelson Dias FeitosaAdvogado Kelson Dias Feitosa

A Polícia Civil está investigando o ‘sumiço’ da arma usada no assassinato do advogado Kelson Dias Feitosa, morto na cidade de Barras por Francisco de Sousa Rosa, no dia 13 de junho de 2016. Cinco tiros foram deflagrados contra o advogado provocando a sua morte.

Um Boletim de Ocorrência foi lavrado dando conta do ocorrido.

A arma, apreendida no mesmo dia do fato, desapareceu de dentro do gabinete do delegado de Polícia Civil de Barras.

A investigação está a cargo do delegado Francisco Dennis Lustosa Sampaio, titular da Delegacia de Batalha.

Voltar para a home

Todo conteúdo, imagem e/ou opiniões constantes aqui neste espaço são de responsabilidade civil e penal exclusiva do colunista. O material aqui divulgado não mantém qualquer relação com a opinião editorial do GP1.

Sobre o autor

Herbert Sousa é jornalista. Contato: (86) 9 8806-8907 / (86) 9 9436-9811