Defesa Civil do Piauí vai distribuir apenas 29 cestas de alimentos para cada município

Imagem: ReproduçãoClique para ampliarJerry Herbert(Imagem:Reprodução)Jerry Herbert
Diante da seca que se agrava no Nordeste, vários estados em que os municípios decretaram situação de emergência estão tomando providências com os recursos oriundos do Ministério da Integração. Dentre as providências previstas está a compra de cesta básica alimentar para população que está passando fome. No entanto, o Piauí, pasmem, está sendo o único Estado que se cogita a possibilidade de não adquirir as referidas cestas de alimentos.

Conforme se verifica numa entrevista concedida ao site de noticias nacional UOL do dia 06/05/2012, diretor da unidade de defesa civil, Jerry Herbert, afirma categoricamente que: “Nós sabemos da dificuldade que existe no Estado como um todo. Oficialmente não temos relatos de falta total de alimentos, mas pode ser que esteja acontecendo. A antecipação do Seguro Safra também vai ajudar nessa compra de alimentos”.

Jerry ainda complementou: “No Piauí, onde já são 102 municípios com decretos homologados pelo Estado, não há distribuição de alimentos. Porém, segundo a Defesa Civil, ao invés de cestas básicas, os sertanejos serão contemplados com o Bolsa Estiagem, que vai pagar cinco parcelas de R$ 80 às famílias atingidas”.

Ora, sabe-se perfeitamente das necessidades da população carente de nosso sofrido Estado e caso seja feita desta forma o povo passará mais fome ainda, tendo em vista que o Bolsa Estiagem para ser implantado deve demorar em torno de cinco meses, tempo suficiente para muitos morrerem em conseqüência da fome e de doenças advindas da mesma.

Fui informado de que serão distribuídas em todo nosso Estado somente 3.000 (três mil) cestas doadas pela CONAB para um universo de 102 municípios em emergência com 250 mil famílias atingidas pela grande seca, o que dá apenas 29 cestas de alimentos para cada município atingida pela estiagem. E sabe-se ainda que o Ministério da Integração disponibilizou 15 milhões para atender as primeiras necessidades emergenciais para o Estado do Piauí e, não para obras preventivas.

Ainda certifiquei-me nos sites oficiais das defesas civil de outros Estados, como Sergipe, Bahia, Minas Gerais, todos irão comprar cestas de alimentos para seu povo, e o Piauí se dá o direito de deixar sua população sofrendo as conseqüências da fome.

Confira as matérias dos sites oficiais dos outros Estados:


Bahia : Estado mobiliza prefeituras para receber cestas básicas

//www.egba.ba.gov.br/diario/DO21/DOGov00.html

Sergipe: Estado e Governo Federal estudam ampliação de auxílio para sertanejos

//www.defesacivil.se.gov.br/modules/news/article.php?storyid=252


Minas Gerais : Governo de Minas lança plano para enfrentar impactos da seca no Estado

//www.governo.mg.gov.br/impnoticia.aspx?cod=2659


Diante dos exemplos de outros estados de distribuírem as cestas de alimentos para sua população, mesmo assim, o diretor da Unidade da Defesa Civil tem a coragem de dizer que no Piauí não haverá distribuição das referidas cestas de alimentos.

Voltar para a home

Todo conteúdo, imagem e/ou opiniões constantes aqui neste espaço são de responsabilidade civil e penal exclusiva do colunista. O material aqui divulgado não mantém qualquer relação com a opinião editorial do GP1.

Sobre o autor

Herbert Sousa é jornalista. Contato: (86) 9 8806-8907 / (86) 9 9436-9811