Deputado oferece R$ 100 mil para descobrir quem mandou matar Bolsonaro

- atualizado

O deputado federal Loester Trutis (PSL-MS) e o empresário Ciro Fidelis, que acreditam que houve um mandante no caso da facada desferida contra o então candidato à presidência do Brasil, Jair Bolsonaro, em setembro de 2018, estão oferecendo recompensa de R$ 100 mil para quem tiver informações que levem à prisão e condenação do mandante do atentado.

Os dois gravaram um vídeo, que foi publicado pela deputada federal Joice Hasselmann, em sua conta no Instagram, nesta terça-feira (10).

De acordo com o parlamentar, a Polícia Federal recebeu novo prazo de 90 dias para a conclusão do inquérito. “Porque eu acredito que existe uma ajuda externa pro Adélio. Algumas questões não foram esclarecidas. Se você tiver essa informação entre em contato no Whatsapp, que eu, pessoalmente, vou intermediar você com a Polícia Federal”, afirmou o deputado.

Voltar para a home

Todo conteúdo, imagem e/ou opiniões constantes aqui neste espaço são de responsabilidade civil e penal exclusiva do colunista. O material aqui divulgado não mantém qualquer relação com a opinião editorial do GP1.

Sobre o autor

Herbert Sousa é jornalista. Contato: (86) 9 8806-8907 / (86) 9 9436-9811