Diretor Charles Pessoa atuou no Sistema Penitenciário Federal

- atualizado

O Secretário de Estado da Justiça do Piauí, Carlos Edilson Rodrigues de Sousa, deu posse ontem (27/05), em seu gabinete, ao novo titular da Diretoria de Inteligência e Proteção Externa do Sistema Penitenciário do Estado do Piauí (DIPE), Charles Holanda Pessoa, em virtude deste ter sido nomeado pelo governador do Estado, Wellington Dias (PT/PI), em ato publicado no último dia 15 deste mês.

  • Foto: Jacinto Teles/GP1Carlos Edilson dar posse a Charles Pessoa na diretoria da DIPECarlos Edilson empossa Charles Pessoa na diretoria da DIPE

Charles Pessoa é delegado de polícia civil do Piauí, já exerceu diversas funções importantes na área de Execução Penal, pois foi agente penitenciário federal do Departamento Penitenciário Nacional do Ministério da Justiça e Segurança Pública (DEPEN), e, nessa condição desenvolveu relevantes missões junto ao Sistema Penitenciário do Piauí.

Sobretudo, junto à Penitenciária de São Raimundo Nonato [na colaboração de implantação de procedimentos na área de inteligência Prisional], bem como colaborou na formação dos novos agentes penitenciários do Estado, por meio da Academia de Formação Penitenciária do Piauí (ACADEPEN/PI), na estratégia de combate às organizações criminosas no contexto da inteligência penitenciária.

A Secretaria da Justiça dar importante passo nessa área de inteligência penitenciária, pois, foi buscar profissional que tem conhecimento especializado nessa especificidade, e quem sai ganhando é o Sistema Penitenciário. O que se espera é que sejam aproveitados dezenas de agentes penitenciários que foram formados pela ACADEPEN/PI nessa área da inteligência penitenciária [em que contou com a participação direta dos profissionais do Departamento Penitenciário Nacional – DEPEN, por meio da Coordenadoria de Inteligência do SPF - CGIN e da ESPEN].

Tais ações contaram com a determinação colaborativa do piauiense Sandro Abel Barradas [atualmente à frente da Diretoria de Políticas Penitenciárias do Departamento Penitenciário Nacional], Assim, equipe habilitada não faltará ao diretor Charles Pessoa para desenvolver um trabalho de excelência, ao lado, obviamente de pessoas de sua inteira confiança.

Sejus deu posse a novas Agentes Prisionais

Tomaram posse ontem (27/05), em virtude de decisão do Tribunal de Justiça do Estado, as agentes penitenciárias, Denise Monteiro dos Santos Rocha e Joelma Maria Lira Martins, ambas são do último concurso público realizado pela Sejus e participaram com êxito pleno do Curso de Formação Inicial da ACADEPEN/PI, ocorrido ano passado (2018), o qual teve uma carga horária de 603 horas/aula.

  • Foto: Jacinto Teles/Gp1Agentes tomam posse no Sistema PenitenciárioSistema Penitenciário ganha reforço feminino

Na ocasião da posse presidida pelo secretário da Justiça, Carlos Edilson, as novas agentes receberam as boas vindas por ele [secretário], e pelo diretor da ACADEPEN/PI, Jacinto Teles que fez entrega dos certificados do Curso de Formação, bem como pelos representantes da DUAP (Administração Penitenciária, Dênio Marinho e Reginaldo Moreira Júnior.

As novas agentes tiveram oportunidade de participar de um dos melhores cursos de formação do Brasil, que teve uma grade curricular que figura indiscutivelmente como referência nacional [sempre compatibilizando as disciplinas humanísticas com as operacionais de segurança prisional], além do fato de terem tido um estágio supervisionado de mais de 150 h/a diretamente em procedimentos nas unidades penitenciárias do Estado, onde adquiriram o conhecimento prático, fora as práticas de tiro com pistola e carabina .40.

  • Foto: Jacinto Teles/Gp1Familiares presentes à solenidade de posse no Gabinete da SejusFamiliares presentes à solenidade de posse no Gabinete da Sejus

Portanto, são duas agentes penitenciárias altamente capacitadas que o Sistema Penitenciário ganha neste momento [que enfrenta grande carência de pessoal]. Elas que deixam a prática da advocacia para se dedicarem à Execução Penal do Piauí.

É importante registrar que 45 agentes penitenciários, já formados pela ACADEPEN/PI aguardam nomeação pelo Governo do Estado para reforçarem as ações da Secretaria da Justiça no âmbito prisional, sendo que mais de 150 aguardam ser chamados para o Curso de Formação Inicial (CFI).

Voltar para a home

Todo conteúdo, imagem e/ou opiniões constantes aqui neste espaço são de responsabilidade civil e penal exclusiva do colunista. O material aqui divulgado não mantém qualquer relação com a opinião editorial do GP1.

Sobre o autor

Especialista em Direito Público, Penal e Constitucional. Advogado licenciado. Comunicação Social no CEUT. Foi vereador de Teresina, presidente e diretor jurídico do SINPOLJUSPI e da COBRAPOL. Agente e Conselheiro Penitenciário. Atualmente é diretor e professor da ACADEPEN. Ministra disciplinas de Dir. Administrativo e Execução Penal na pós-graduação em Gestão Prisional da UESPI/SEJUS.