Escudeiros de Ciro afirmam que Wellington Dias precisa do senador

- atualizado

Três conhecidos fiéis escudeiros de Ciro Nogueira, afirmaram na manhã de ontem, a este repórter, que o governador Wellington Dias "não tem futuro sem o apoio do senador", respondendo a indagação sobre como tinham visto a composição da nova equipe de Governo em que ficou claro que as negociações deixaram o líder máximo do Progressistas sem a influência planejada desde o começo.

Os três amigos de Ciro (um deputado, um prefeito e um ex-prefeito de grande influência) reconheceram a habilidade política de Wellington, mas disseram que "foi um erro deixar o senador nessa situação porque o Estado passa por um momento muito difícil e vai precisar de toda a sua força política para conseguir recursos nos próximos quatro anos".

  • Foto: Lucas Dias/GP1Wellington Dias e Ciro NogueiraWellington Dias e Ciro Nogueira

Um deles esclareceu: "quer queiram quer não, o Ciro é hoje, mesmo no Governo de Bolsonaro, o político mais influente do Piauí".

EXCLUSIVAS

Saída é empréstimo

Os "ciristas" raciocinam que a situação financeira do Estado só permite um caminho para o Governo realizar: pedir novos empréstimos a instituições do Governo Federal e para isso é indispensável força política.

Partido atrapalha

Os mesmos "ciristas" lembraram que para conseguir empréstimos é mais difícil para Wellington, sendo do PT, que faz ferrenha oposição a Bolsonaro.

Vai ficar forte

  • Foto: Aloisio Mauricio/FotoArena/Estadão ConteúdoJair BolsonaroJair Bolsonaro

Na avaliação dos mesmos "ciristas", Bolsonaro está precisando do senador e não de Wellington Dias. Ciro foi reconduzido à presidência nacional do Progressistas e tem liderança entre deputados e senadores. "São muitos os congressistas que seguem sua liderança".

"Queimada"

  • Foto: Lucas Dias/GP1Deputada Margarete CoelhoDeputada Margarete Coelho

Um dos três amigos do senador Ciro Nogueira reconheceu que esta coluna "acertou na mosca" quando informou que ninguém acreditou na versão da deputada Margarete Coelho de que não sabia que a Secretaria de Meio Ambiente tinha sido trabalhada para o suplente de deputado federal José Maia Filho, o Mainha."Ela se queimou", acrescentou.

Repercussão nacional

Repercute nacionalmente a informação de que a Universidade Estadual do Piauí (Uespi) promoverá no seu campus de Parnaíba, a partir do próximo dia 16, curso em que um dos temas é o seguinte: "a filosofia como modo superior de dar o **".

Qual o problema?

O tema está explícito no convite do Centro Acadêmico de Filosofia da Universidade Estadual do Piauí e causou espanto dentro da própria universidade, mas a repercussão em nada incomodou os organizadores, ao que parece.

Nem é comigo

  • Foto: Lucas Dias/GP1Nouga CardosoNouga Cardoso

Reitor da Universidade Estadual, o Sr. Nouga parece que não tem nada a ver com o assunto. Até agora, pelo menos para os órgãos que deram destaque ao assunto, não deu uma única palavra.

Pensamento meu

Sabe qual é a minha conclusão: essa turma do Centro Acadêmico de Filosofia descobriu uma gigantesca melancia para colocar no pescoço e aparecer. Querem, na verdade, se tornar conhecidos nacionalmente, "peitando" a nova orientação do Governo Federal, conseguindo uma boa polêmica para ganhar espaço na discussão do tema.

Holofotes

Essa turma do tal Centro Acadêmico de Filosofia não encontrou nada produtivo para fazer e acha que descobriu uma maneira de atrair os holofotes da Globo.

Os holofotes podem até aparecer, mas só depois que alguém da equipe de Bolsonaro morder a isca e condenar o procedimento. Aí, sim, a Globo vai considerar um fim de mundo.

Gozação no Maranhão

Internautas maranhenses passaram o dia de ontem "tirando sarro" com o Piauí por causa da tal palestra sobre a "filosofia superior de dar o **".

Bota gozação nisso.

Precisa é de recursos

A Universidade Estadual do Piauí está precisando muito é de recursos: e pelo visto, de administrador também. Não precisa de uma meia dúzia de babacas para ridicularizá-la, não.

Subaproveitado

  • Foto: Helio Alef/GP1B. SáB. Sá

O governo Wellington Dias tem uma meia dúzia de grandes quadros técnicos e ao mesmo tempo políticos cujo potencial poderia ser melhor aproveitado.

Um deles é o ex-deputado federal Benedito de Carvalho Sá, o B.Sá, altamente preparado e sensato politicamente.

Sobreviveram por competência

Das coordenadorias criadas por Wellington Dias no governo passado, duas sobreviveram por competência comprovada de seus titulares: a de Irrigação, comandada por B.Sá; e a do Idoso, comandada por Marllos Sampaio.

Chamem a polícia

Muitos clientes lesados chegaram à conclusão de que uma loja que vende pneus e faz serviços de suspensão, com alinhamento e balanceamento, está condenando peças em bom estado para aumentar seu faturamento. Numa filial da Avenida Presidente Kennedy não tem um alinhamento onde o cliente não precise trocar uma série de peças e "consertar o monobloco".

E o muro?

Quer dizer, então, que as obras da Ulisses Marques recomeçaram em março?

E o muro, para resguardar o patrimônio da Universidade Federal do Piauí, quando será feito?

E aí, reitor?

Quer dizer que o reitor da Universidade Federal do Piauí não está nem um pingo preocupado com o fato de o Colégio Agrícola estar completamente vulnerável a marginais pela falta do muro que a Prefeitura de Teresina se comprometeu a erguer em troca do terreno em que fez, pelo menos até aqui, uma estrada de chão que liga a Avenida Kennedy à Dirce de Oliveira?

Voltar para a home

Todo conteúdo, imagem e/ou opiniões constantes aqui neste espaço são de responsabilidade civil e penal exclusiva do colunista. O material aqui divulgado não mantém qualquer relação com a opinião editorial do GP1.

Sobre o autor

Bacharel em Direito, Feitosa Costa é jornalista desde 1977 e escreve a Coluna Política & Bastidores. Contato: (86) 98162 1515 / 99987 8114