Fábio Abreu merece 'reprimenda' do Ministério Público por inércia

- atualizado

Depõe contra o secretário Fábio Abreu a paralisação a que está submetido o pedido de investigação contra o empresário Venilson de Oliveira Rocha.

Pesa contra o empresário fortes indícios de fraude (adulteração) e falsificação de certidões comprobatórias de regularidade fiscal para que a empresa pudesse receber pagamentos da Prefeitura de Teresina.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Fábio Abreu e Cleandro MouraFábio Abreu e Cleandro Moura

O pedido de abertura de inquérito repousa, sem muita pressa, nos escaninhos do 1º Distrito Policial, quando deveria ter sido enviado para a Deccortec (comandada pelo competente delegado João José, o conhecido JJ) que é a delegacia que apura os crimes relacionados.

  • Foto: DivulgaçãoVenilson de Oliveira RochaVenilson de Oliveira Rocha

Fábio Abreu merece uma reprimenda do chefe do Ministério Público Estadual, Cleandro Moura, por inércia e, se for o caso até mesmo por prevaricação.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Firmino Filho já empenhou R$ 250 mil em 2018 a empresário que falsificou certidões da prefeitura

Venilson de Oliveira também foi preso por posse ilegal de arma de fogo

MP mandou Polícia Civil investigar empresário Venilson de Oliveira

Voltar para a home

Todo conteúdo, imagem e/ou opiniões constantes aqui neste espaço são de responsabilidade civil e penal exclusiva do colunista. O material aqui divulgado não mantém qualquer relação com a opinião editorial do GP1.

Sobre o autor

Herbert Sousa é jornalista. Contato: (86) 9 8806-8907 / (86) 9 9436-9811