Kim do Caranguejo contrata empresa investigada pela PF por R$ 875 mil

- atualizado

Bem que o blogueiro cantou a pedra com um mês de antecedência!

O prefeito Kim do Caranguejo ao invés de licitar e buscar proposta mais vantajosa para o Município de Luís Correia, resolveu aderir à ata de registro de preços de Lagoa do Piauí para a aquisição de medicamentos, material médico hospitalar, odontológico e correlatos para atender as necessidades da Secretaria Municipal de Saúde. O extrato do contrato foi publicado na edição do dia 13 de julho do Diário Oficial dos Municípios.

A empresa contratada é a Distrimed Comércio e Representações LTDA, pelo valor de R$ 875.809,08 (oitocentos e setenta e cinco mil, oitocentos e nove reais e oito centavos).

  • Foto: Lucas Dias/GP1Kim do CaranguejoKim do Caranguejo

Velha conhecida das páginas policiais, a Distrimed foi uma das empresas denunciadas à Justiça Federal no âmbito da “Operação Gangrena” deflagrada pela Polícia Federal, em novembro de 2012, para desarticular o esquema especializado em desvio de recursos públicos do SUS, descentralizados para a Secretaria de Saúde do Estado do Piauí.

O prefeito mostra que é destemido e não dá muita bola para leis e órgãos de controle.

Em tempo: Kim do Caranguejo está inelegível por figurar na lista do Tribunal de Contas da União (TCU ) por possuir contas julgadas irregulares com implicação eleitoral, com trânsito em julgado, nos últimos 8 anos, a contar da data prevista para as Eleições de 2020.

É bom o promotor Galeno e Procuradoria da República em Parnaíba tomarem as providências que o caso requer!

Voltar para a home

Todo conteúdo, imagem e/ou opiniões constantes aqui neste espaço são de responsabilidade civil e penal exclusiva do colunista. O material aqui divulgado não mantém qualquer relação com a opinião editorial do GP1.

Sobre o autor

Herbert Sousa é jornalista. Contato: (86) 9 8806-8907 / (86) 9 9436-9811