Kim Kataguiri chama campanha contra Reforma da Previdência de canalhice

- atualizado

O deputado federal, Kim Kataguiri (DEM-SP), usou a tribuna da Câmara Federal, nesta quarta-feira (13), para criticar uma campanha que está sendo feita pela Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) contra a reforma da Previdência. O parlamentar disse que ficar com “mentira e canalhice não vai solucionar o problema”.

“Venho aqui falar hoje sobre uma campanha que tem sido feita pela Associação Nacional dos Procuradores da República em relação à reforma previdenciária. É uma associação cujo o piso salarial é de R$ 28.660,00 mil”, iniciou.

Kim rebateu os argumentos usados pela associação para criticar a reforma: “Uma das primeiras alegações dessa associação é a de que a reforma prejudicaria os mais pobres, mentira, a verdade é que a reforma não afeta os 75% mais pobres da população. Quem se aposenta hoje com salário mínimo integral por idade, quem já está aposentado, a aposentadoria rural e diversos outros que fazem parte da camada mais pobre da população, não serão afetados”, garantiu.

O parlamentar afirmou ainda que a reforma não afetará quem já se aposentou: “Outro ponto é o de que a reforma atingiria os direitos dos trabalhadores, mais uma mentira, a reforma não mexe com direito adquirido, quem já está aposentado não terá nenhuma mudança”, afirmou.

“Se querem atacar a reforma, ataquem com fatos, ataquem com números, tragam críticas construtivas. Só ficar com mentira e canalhice não vai solucionar o problema e só vai atrapalhar o debate público e mostrar a demagogia e interesses escusos de quem o faz”, disparou.

Mais conteúdo sobre:
Voltar para a home

Todo conteúdo, imagem e/ou opiniões constantes aqui neste espaço são de responsabilidade civil e penal exclusiva do colunista. O material aqui divulgado não mantém qualquer relação com a opinião editorial do GP1.

Sobre o autor

Herbert Sousa é jornalista. Contato: (86) 9 8806-8907 / (86) 9 9436-9811