O que os recrutadores analisam em suas redes sociais

Nem só de LinkedIn vivem os profissionais de RH. Os recrutadores também estão de olho em outras redes sociais, como Facebook, Instagram e Twitter. É o que alertou a coach de carreira Hallie Crawford em uma entrevista para a Fast Company.

De acordo com a especialista, os profissionais de recrutamento e seleção estão investigando as mídias sociais para “ter uma ideia mais precisa sobre quem você é”. “Um currículo pode dizer a eles suas qualificações, mas seu perfil em uma mídia social pode ajudar a determinar sua persnonalidade e se você se encaixa na cultura da empresa”, diz Crawford.

Facebook

De acordo com a especialista, os recrutadores e gerentes olham atentamente para duas seções de seu perfil na rede social: a “Sobre”, onde estão suas informações pessoais e profissionais, e o álbum de fotos. “Eles querem ver como você se descreve e se isso bate com a maneira que você se apresentou em seu currículo”, diz Crawford. A especialista explica que os recrutadores também avaliam nessa área sua gramática e ortografia.

Já no caso das fotos, os profissionais de RH avaliam não apenas as imagens, mas também as descrições. “O recrutador quer saber se você se apresenta de uma maneira profissional”, afirma a especialista. Crawford recomenda que nessa rede social as pessoas evitem “profanidades” e “referências sexuais ou a drogas”.

Twitter

No Twitter, os recrutadores costumam observar quem você está seguindo. “Recrutadores gostam de ver se você tem alguma conexão em comum e se você está conectado com outras pessoas de sua indústria”, diz Crawford. Além de seus tuítes, “os recrutadores estarão checando se você compartilha informações úteis, relevantes para seu mercado ou se você apenas usa o Twitter para brigar com os outros”.

Instagram

Os profissionais de seleção olham que tipo de seguidor você atrai, para descobrir “o quão amigável e sociável você parece ser”, afirma a especialista. Segundo ela, os recrutadores também avaliam como você se comunica com as pessoas nessa rede social. Em relação às imagens, Crawford diz que os recrutadores estarão olhando “como você representa você mesmo”. “Por exemplo, se você está em uma festa, você se representa de uma maneira digna ou posta coisas que os outros podem considerar inapropriadas?”, questiona a especialista.

Fonte: Portal New Trade

Voltar para a home

Todo conteúdo, imagem e/ou opiniões constantes aqui neste espaço são de responsabilidade civil e penal exclusiva do colunista. O material aqui divulgado não mantém qualquer relação com a opinião editorial do GP1.

Sobre o autor

Ricardo Moura Fé é jornalista. Noticias sobre economia & negócios. Contato: (86) 9976- 6945