Piauiense fará parte da equipe de Sérgio Moro no Depen

- atualizado

Em primeira mão para o Brasil: o piauiense Sandro Abel Barradas, que atualmente é coordenador geral de Inteligência do Sistema Penitenciário Federal (SPF), foi convidado pelo delegado da Polícia Federal (PF), Fabiano Bordignon, próximo diretor geral do Depen, para assumir a Diretoria de Políticas Penitenciárias do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), órgão que retorna à estrutura do Ministério da Justiça na gestão de Sérgio Moro, a partir de janeiro, quando Jair Bolsonaro será empossado presidente da República.

A Diretoria de Políticas Penitenciárias é o órgão responsável de implementar a política penitenciária nacional junto aos estados e ao Distrito Federal. Todos os projetos voltados ao Sistema Penitenciário do País passam necessariamente por esse importante órgão penitenciário, portanto, Sandro Abel em breve será a autoridade prisional nacional que fará a interlocução entre o Depen e os diversos entes públicos brasileiros na área penitenciária.

  • Foto: Agepen/BrasilSandro Abel e lideranças nacionais da área penitenciáriaSandro Abel e lideranças classistas da área penitenciária durante Encontro Nacional em Brasília recentemente

Sandro Abel, a partir de janeiro será o primeiro agente penitenciário do país a assumir a direção do segundo cargo mais importante do Depen, terá um grande desafio pela frente, entretanto, sua capacidade é indiscutivelmente proporcional ao desafio recebido, pois conhece como ninguém as peculiaridades do Sistema Prisional brasileiro, sobretudo no que diz respeito a atuação das facções criminosas que atuam intra e extramuros Brasil a fora.

  • Foto: CGIN/DEPENAbel, Tais e Adriana recebem diretor da Acadepen/PI em busca de recursos para formaçãoTais diretora da Espen, Sandro Abel e Adriana, recebem diretor da Acadepen/PI Jacinto Teles em busca de recursos para formação

O Sistema Prisional está de parabéns, principalmente por estar na iminência de ter um profissional de amplo conhecimento na área penitenciária, já que há anos desempenha as honrosas funções de agente penitenciário federal e conhece bem o terreno onde pisa. Com o conhecimento que tem Sandro Abel acerca do Sistema Penitenciário do Piauí, nesse contexto o estado só tem a ganhar com a ascensão de Abel ao cargo para o qual está sendo convidado.

Nesses últimos anos, Abel já ministrou diversos disciplinas e cursos de extensão na Academia de Formação Penitenciária do Piauí (ACADEPEN/PI), inclusive, ministrou a aula inaugural da Pós Graduação a nível de Especialização em Gestão Prisional, instituída por meio de convênio da SEJUSPI com a UESPI e ACADEPEN concluída neste ano de 2018 com recursos do Estado e do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen) do Depen.

  • Foto: Estadão ConteúdoJair Bolsonaro e Sérgio MoroJair Bolsonaro e Sérgio Moro, este último anunciou recentemente o diretor geral do Depen, delegado federal Fabiano Bordignon

O ex-juiz Sérgio Moro, que estará à frente do Ministério da Justiça no próximo mês, já declarou publicamente que uma de suas prioridades no governo federal será o combate às facções criminosas em presídios, e para isso dará todo apoio necessário ao setor.

Voltar para a home

Todo conteúdo, imagem e/ou opiniões constantes aqui neste espaço são de responsabilidade civil e penal exclusiva do colunista. O material aqui divulgado não mantém qualquer relação com a opinião editorial do GP1.

Sobre o autor

Especialista em Direito Público, Penal e Constitucional. Advogado licenciado. Comunicação Social no CEUT. Foi vereador de Teresina, presidente e diretor jurídico do SINPOLJUSPI e da COBRAPOL. Agente e Conselheiro Penitenciário. Atualmente é diretor e professor da ACADEPEN. Ministra disciplinas de Dir. Administrativo e Execução Penal na pós-graduação em Gestão Prisional da UESPI/SEJUS.