Prefeito de Nazária incorpora espírito de Odorico Paraguaçu e de Imperadores Romanos

O prefeito Ubaldo Nogueira, da querida e não bem tratada cidade de Nazária, mais uma vez incorporou o espírito do prefeito Odorico Paraguaçu e realizou na noite desta última terça-feira(13) uma festa alusiva ao aniversário de Nazária onde, além de sorteios de brindes para os presentes, contou ainda com a apresentação da banda de renome nacional Brasas do Forró.

Imagem: ReproduçãoIngresso dizia que seria feito um sorteio(Imagem:Reprodução)Ingresso dizia que seria feito um sorteio

Odorico Paraguaçu, digo Ubaldo Nogueira, colocou dois gigantescos telões para exibir “obras e serviços” realizados ao longo de sua administração.

Imagem: ReproduçãoBanda animou o show(Imagem:Reprodução)Banda Brasas do Forró cobra caro para animar evento

Ubaldo utilizou como pretexto para realização da festa “mostrar as conquistas e obras” feitas pela prefeitura, quando na verdade as “conquistas e obras” apresentadas foram feitas quando Nazária ainda pertencia ao município de Teresina. Isso já fazia os imperadores romanos, que ludibriavam e desviavam a atenção do povo através de eventos festivos, denominadas de ‘pão e circo’.

Imagem: ReproduçãoRapaz quima os ingressos(Imagem:Reprodução)Rapaz queima os ingressos

Quem estava presente dizia que não havia motivos para comemoração e que o prefeito se queixa tanto da "falta" de recursos que deveria ter investido em obras prioritárias no município e não gastar tanto dinheiro com a banda Brasas do Forró. "Ninguém é contra a festa, é uma valorização cultural, mas o que comemorar quando na verdade o prefeito ainda não fez nada pelo povo e pela cidade?”, disse Hartemes Silva e apoiado por Vital, Líder Agrícola e morador do assentamento Campos Dourados próximo ao bairro secretaria em Nazária.

Imagem: ReproduçãoPopulação comparece ao evento(Imagem:Reprodução)Pouca gente compareceu ao evento
A população, além de reclamar da ausência de bandas locais, fez duras críticas de como foram entregues os bilhetes para o sorteio, que estranhamente foram distribuídos na cidade por lideranças do prefeito, deixando alguns comissionados e pessoas alheias ao município de Nazária participarem dos sorteios, não havendo assim auditagem na colocação dos bilhetes dentro do recipiente que geraria os ganhadores no sorteio. Apenas os números "sorteados" eram expostos nos gigantescos telões.

Voltar para a home

Todo conteúdo, imagem e/ou opiniões constantes aqui neste espaço são de responsabilidade civil e penal exclusiva do colunista. O material aqui divulgado não mantém qualquer relação com a opinião editorial do GP1.

Sobre o autor

Herbert Sousa é jornalista. Contato: (86) 9 8806-8907 / (86) 9 9436-9811