Robert diz que Ciro tem muito o que falar com delegados da PF

- atualizado

Depois de tomar conhecimento de declaração do senador Ciro Nogueira Lima Filho, de que não costumava responder a seus comentários nem quando ele tinha mandato, o delegado federal aposentado e ex-deputado estadual Robert Rios Magalhães fez a seguinte declaração, no final da manhã de ontem, para este repórter: "Ciro não fala comigo porque estou aposentado, mas ele fala muito com meus colegas da ativa da Polícia Federal".

No último pleito de 2018 o delegado aposentado Robert Rios não quis disputar a reeleição de deputado estadual e se candidatou ao Senado da República na chapa encabeçada por Luciano Nunes, que tinha ainda como candidato a senador o ex-governador Wilson Martins. Os dois foram derrotados pela dupla Marcelo Castro e Ciro Nogueira. Este último teria, depois da vitória, feito algumas gozações que seriam endereçadas a Rios.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Robert Rios e Ciro Nogueira Robert Rios e Ciro Nogueira

Desde então, os dois travam pela imprensa uma espécie de batalha de declarações. Recentemente, Ciro Nogueira, indagado por uma repórter sobre comentários negativos de Rios a sua pessoa, teria dito não responder a Robert nem quando ele tinha mandato, numa clara alfinetada no ex-deputado pelo fato de ter perdido a eleição para o Senado e ficado sem mandato de deputado estadual.

EXCLUSIVAS

Por causa da Lava Jato

Robert Rios quis dizer que Ciro Nogueira fala com seus colegas delegados da ativa da Polícia Federal porque o senador responde a inquéritos da Lava Jato e teve sua residência recentemente sob busca e apreensão.

Exame em Teresina não mostrou osso no intestino de deputado

  • Foto: Lucas Dias/GP1Fernando MonteiroFernando Monteiro

Exames feitos em Teresina não detectaram a existência de um osso de galinha no intestino do deputado Fernando Monteiro, que passou mais de um mês sob tratamento rigoroso em São Paulo.

Revelação da tribuna

A revelação foi feita pelo próprio deputado Fernando Monteiro, durante pronunciamento feito no início da tarde de ontem da tribuna da Assembleia Legislativa.

Novos exames

Fernando Monteiro revelou ainda que quando chegou em São Paulo, médicos do hospital Sírio Libanês, disseram que havia mais coisas que os exames de Teresina não tinham mostrado. Depois anunciaram que havia um osso de galinha no seu intestino.

Galinha nunca mais

Fernando Monteiro também fez um anúncio definitivo: não comerá mais galinha caipira no resto de sua vida. Revelou ainda que deverá voltar a São Paulo para dar continuidade ao tratamento.

Mais fé em Deus

O deputado Fernando Monteiro, considerado o decano da Assembleia Legislativa, revelou ter passado por profunda reflexão e que agora a sua fé em Deus é muito Maior.

Acordo traz felicidade

  • Foto: Helio Alef/GP1Evaldo GomesEvaldo Gomes

O deputado Evaldo Gomes tem circulado nos corredores e no plenário da Assembleia Legislativa com um largo sorriso no rosto, o que provocou o seguinte comentário de um colega, que pediu omissão de seu nome: "foi o acordo que ele fez com o Firmino Filho".

Espaço na Prefeitura

Presidente do Solidariedade, o deputado Evaldo Gomes materializou acordo com Firmino Filho, abocanhando a Fundação Wall Ferraz, órgão importante da Prefeitura Municipal de Teresina.

Recomeço da Ulisses

Prometida com toda a pompa para ser concluída no final de 2018, as obras da avenida Ulisses Marques, segundo vozes da Prefeitura de Teresina serão reiniciadas nas próximas horas, através de uma empresa de São Paulo.

Passado investigado

Dois construtores de Teresina, talvez enciumados, têm incentivado que se investigue o passado da construtora que deverá assumir, ou já assumiu, a retomada da obra da Ulisses Marques, uma das mais importantes da longeva gestão de Firmino na Prefeitura de Teresina.

Dr. Lázaro vai mudar

  • Foto: Lucas Dias/GP1Dr. LázaroDr. Lázaro

O vereador Dr. Lázaro deve mudar de partido até a data limite. Ele se elegeu pelo PPS, hoje Cidadania, presidido no Piauí pelo organizado Celso Henrique.

O Corvo e a nuvem de fumaça

O Corvo tem feito movimentos para confundir o ambiente em que se esgueira, mas na realidade levanta apenas uma nuvem de fumaça na qual pretende se envolver para não ser percebido. O certo é que está empenhado numa grande operação que visa o futuro do seu chefe.

Voltar para a home

Todo conteúdo, imagem e/ou opiniões constantes aqui neste espaço são de responsabilidade civil e penal exclusiva do colunista. O material aqui divulgado não mantém qualquer relação com a opinião editorial do GP1.

Sobre o autor

Bacharel em Direito, Feitosa Costa é jornalista desde 1977 e escreve a Coluna Política & Bastidores. Contato: (86) 98162 1515 / 99987 8114