Se Bolsonaro tem dificuldades de governar os filhos, imagine o Brasil

- atualizado

Os maiores problemas do recém-iniciado Governo Bolsonaro estão circunscritos ao raio familiar do presidente, ou seja, são domésticos e localizados.

O filho Carlos Bolsonaro, ao invés de cuidar do mandato de vereador no Rio de Janeiro, toma conta do twitter do pai e vive fazendo ironias, mandando indiretas a oposição, esquecendo que o discurso de presidente é para todo o país e não apenas para os eleitores de Bolsonaro.

  • Foto: Dida Sampaio/Estadão ConteúdoJair Bolsonaro Jair Bolsonaro

O senador eleito Flávio Bolsonaro se diz o principal interessado nas investigações no caso do ex-assessor Fabricio Queiroz e sorrateiramente ingressa com pedido de suspensão do Procedimento Investigatório Criminal. Ação típica de quem tem algo a esconder.

Eduardo Bolsonaro, deputado federal eleito, segundo auxiliares do presidente, fala demais. É dele a declaração de que bastariam um soldado e um cabo para fechar o STF (Supremo Tribunal Federal).

Os três filhos, sem cargos no governo, teimam em participar de reuniões ministeriais com voz altiva e dando pitacos.

Se Bolsonaro tem grandes dificuldades de governar os próprios filhos, imagine o Brasil.

Voltar para a home

Todo conteúdo, imagem e/ou opiniões constantes aqui neste espaço são de responsabilidade civil e penal exclusiva do colunista. O material aqui divulgado não mantém qualquer relação com a opinião editorial do GP1.

Sobre o autor

Herbert Sousa é jornalista. Contato: (86) 9 8806-8907 / (86) 9 9436-9811