GP1

Coronavírus no Piauí

Promotor investiga ausência de distribuição de merenda escolar em Barras

"Foi distribuída sim, várias vezes, nós temos todos os documentos, nós mandamos para as escolas, as famílias foram receber", afirmou o prefeito em entrevista ao GP1.

O Ministério Público do Estado do Piauí instaurou procedimento administrativo para investigar denúncia contra a Prefeitura de Barras, administrada pelo prefeito Carlos Monte. A portaria nº 91/2020 foi assinada pelo promotor Glécio Paulino Setúbal da Cunha e Silva, na quinta-feira (19).

O objetivo é investigar notícia quanto a ausência de distribuição da merenda escolar durante o período da pandemia do novo coronavírus (covid-19) na rede pública de ensino do Município de Barras.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Prefeito de Barras, Carlos MontePrefeito de Barras, Carlos Monte

O promotor destacou que é fundamental a manutenção da distribuição de merenda escolar aos alunos das redes de ensino pelos gestores educacionais mesmo durante o período de pandemia, a fim de garantir ao aluno da rede pública de ensino o acesso à alimentação, mesmo em meio à suspensão das aulas.

O membro do Ministério Público determinou envio do Ofício nº 425/2020 -2ªPJB à Secretaria Municipal de Educação de Barras com as advertências necessárias.

Outro lado

Procurado, nesta segunda-feira (23), o prefeito Carlos Monte informou que ainda não foi notificado, mas que a distribuição está sendo feita. "Foi distribuída sim, várias vezes, nós temos todos os documentos, nós mandamos para as escolas, as famílias foram receber", afirmou.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.