GP1

Coronavírus no Piauí

Firmino Filho descarta adotar medidas mais rígidas devido a covid-19

O prefeito adiantou que existe um encaminhamento para que seja fechado o Hospital de Campanha Pedro Balzi que, segundo ele, abriga hoje apenas cinco pacientes.

O prefeito de Teresina Firmino Filho (PSDB) descartou a adoção de medidas restritivas em relação a covid-19. Ele afirmou que a tendência é que continue ocorrendo a liberação de alguns setores que sofreram limitação devido a pandemia.

Durante entrevista ao GP1 nessa terça-feira (01), Firmino adiantou que existe um encaminhamento para que seja fechado o Hospital de Campanha Pedro Balzi que, segundo ele, abriga hoje apenas cinco pacientes.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Firmino FilhoFirmino Filho

“Apesar de toda a reabertura econômica, apesar de tudo que aconteceu, a doença continua a cair e a gente continua num bom patamar. A quantidade de óbitos é decrescente, a quantidade de leitos ocupados, quantidade de enfermarias de UTI são decrescentes. Então, não existe perspectiva de medidas restritivas. Pelo contrário, como a doença continua a cair, as medidas de liberação vão continuar”, afirmou o prefeito.

“Hoje vamos ter uma reunião com o COE Municipal para discutir a possibilidade do fechamento do Hospital de Campanha Pedro Balzi. Existe hoje um pedido oficial da federação que é dona do espaço e, ao mesmo tempo, só temos lá cinco pacientes. Estamos justamente nesse processo de decisão”, completou Firmino.

O prefeito também descartou a possibilidade de segunda onda da covid-19 em Teresina e disse que um aumento de casos Recife deve ser um repique da doença. “A segunda onda ainda não chegou em Teresina. Não existe evidência de que no norte e nordeste, a segunda onda tenha chagado. Existe uma pequena suspeita em relação a Recife, mas talvez trate-se muito mais de um repique, do que uma eventual segunda onda”, finalizou ele.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Piauí chega a 2.644 óbitos em decorrência da covid-19, diz Sesapi

Covid-19: idosos acima de 75 anos serão os primeiros a serem vacinados

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.