GP1

Coronavírus no Piauí

Covid-19: Gilberto Albuquerque alerta para crise por falta de medicamentos

"O problema é que a indústria farmacêutica não está acompanhando a nossa demanda de medicamentos para pacientes entubados", ressaltou.

O presidente da Fundação Municipal da Saúde (FMS) de Teresina, Gilberto Albuquerque, afirmou na manhã desta sexta-feira (26), que a Prefeitura de Teresina deverá enfrentar uma crise em função da baixa capacidade de produção de medicamentos, por parte da indústria farmacêutica, para pacientes internados nos leitos de UTI covid-19.

Gilberto Albuquerque disse que embora o munícipio tenha conseguido equipamentos para criar novos leitos de UTI Covid-19, há uma grande demanda por medicamentos que não está sendo suficiente para atender novos leitos.

Foto: Lucas Dias/GP1Gilberto Albuquerque
Gilberto Albuquerque

“A gente até que conseguiu equipamentos suficientes para abrir novos leitos, mas o problema é que a indústria farmacêutica não está acompanhando a nossa demanda de medicamentos para pacientes entubados. Então, essa vai ser outra crise que a gente vai enfrentar e o Brasil inteiro está tendo um aumento muito grande de covid-19 e isso aumenta muito o consumo dessas medicações, por isso, nós devermos entrar em dificuldade muito em breve”, alertou.

Nos últimos dias, os governos estadual e municipal têm adotado medidas mais restritivas para evitar o aumento dos casos de covid-19, tendo em vista a capacidade da rede de saúde em atender pacientes, principalmente, aqueles que necessitam de leitos de UTI.

Na noite dessa quinta-feira (25), a Secretaria de Estado da Saúde divulgou boletim epidemiológico informando que o número de mortes por covid-19 no Piauí subiu de 3.289 para 3.305 e a quantidade de casos confirmados passou de 171.668 para 172.525. Foram 16 óbitos nas últimas 24 horas e 857 novos casos confirmados, sendo que grande parte deles é de dias anteriores, de acordo com a Sesapi.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.