GP1

Coronavírus no Piauí

Enfermeiros vão paralisar atividades por três dias em Teresina

Erick Riccely, presidente do Senatepi, explicou que durante a paralisação apenas 30% dos profissionais compareceram aos plantões.

O presidente do Sindicato dos Enfermeiros, Auxiliares e Técnicos em Enfermagem do Estado do Piauí (SENATEPI), Erick Riccely, afirmou ao GP1 na tarde desta terça-feira (02), que a categoria vai paralisar por três dias a partir de sexta-feira (05).

Segundo o sindicalista, a decisão foi tomada durante assembleia realizada na manhã de hoje pelos membros do sindicato, que cobram o retorno do pagamento da insalubridade por conta da covid-19. Ele explicou que durante a paralisação apenas 30% dos profissionais compareceram aos plantões.

Foto: Alef Leão/GP1Erick Riccely, presidente do Senatepi
Erick Riccely, presidente do Senatepi

“A paralisação começa sexta-feira (05) às 7h, e segue até às 7h de segunda-feira (08). "Deflagramos hoje a paralisação, mas esperemos que apareça uma solução, para não chegarmos a essa medida que é extrema. Nosso foco é na solução, ou seja, queremos o nosso dinheiro de volta”, ressaltou Erick Riccely.

Foto: Alef Leão/GP1Categoria cobra solução da Prefeitura
Categoria cobra solução da Prefeitura

Entenda o caso

Profissionais da enfermagem realizaram, na manhã de hoje, uma manifestação em frente à Prefeitura de Teresina contra os cortes nos contracheques dos enfermeiros, auxiliares e técnicos em enfermagem que atuam na linha de frente da covid-19.

FMS se manifesta

A Fundação Municipal de Saúde afirmou que os cortes não atingiram os salários dos profissionais, mas o acréscimo temporário de 20% de insalubridade que estava sendo disponibilizado pelo Ministério da Saúde, porém, foi finalizado em 31 de dezembro do ano passado.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.