GP1

Eleições 2020

Teresina teve abstenção de 24,79% no segundo turno das eleições

Os números ainda são maiores do que os registrados em eleições anteriores. Em 2016, Firmino Filho foi reeleito prefeito ainda no primeiro turno com 51,14%.

Em todo o país, o número de abstenções nas eleições deste ano foi considerado alto, o que já era esperado, devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19), pois muitas pessoas ainda estão com receio de sair de suas casas.

Em Teresina, o número de abstenções no segundo turno, ocorrido nesse domingo (29), foi de 24,79%, ou seja, 138.484 eleitores deixaram de votar. O índice é 4,76% maior do que o registrado no primeiro turno que foi de 20,03%.

Os números ainda são maiores do que os registrados em eleições anteriores. Em 2016, Firmino Filho foi reeleito prefeito ainda no primeiro turno com 51,14%. Nesse ano, a taxa de abstenção foi de 11,73% ou 62.394 eleitores.

Já em 2012, o índice de abstenção no primeiro turno foi de 16,11%, ou seja, 85.542 eleitores não compareceram às urnas. No segundo turno, esse número foi ainda maior, 98.111 teresinenses não votaram, o que significa 18,47%.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Índice de abstenção no Brasil é o maior desde o ano de 1996

Dr. Pessoa é eleito prefeito de Teresina com 62,31% dos votos

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.