GP1

Mundo

Venda de armas aumentou no mundo segundo relatório internacional

De acordo o levantamento, países da Ásia, Oceania e do Oriente Médio, nos últimos cinco anos tiveram um aumento no fluxo de armamentos.

Foi divulgado nesta segunda-feira (20) pelo Instituto Internacional de Pesquisa pela Paz de Estocolmo (Sipri, na sigla em inglês) um relatório sobre o fluxo de compra e venda de armas. De acordo o levantamento, países da Ásia, Oceania e do Oriente Médio, nos últimos cinco anos tiveram um aumento no fluxo de armamentos. As informações são da Radio France Internationale.

Os Estados Unidos, a Rússia, a China, a França e a Alemanha são os cincos países que mais exportam armas e juntos concentram 74% do volume total de vendas de armas. Países da Ásia e da Oceania tiveram um aumento de 7,7% nas importações de armas. O documento compara os períodos de 2007 a 2011 e de 2012 a 2016.

Segundo a Agência Brasil, o maior importador de armas é a Índia, com 13% do total. O Vietnã surpreendeu ao passar 29º posição para o 10º lugar, com aumento de 202%. O relatório revela ainda que as transferências de armamento pesado entre 2012 e 2016 atingiram o maior volume desde o fim da Guerra Fria (disputa pela hegemonia mundial entre Estados Unidos e União Soviética entre os anos 40 e 90 do século 20).

As importações de armas dobraram e aumentaram em 86% no Oriente Médio, representando cerca de 29% do mercado mundial. Os países que mais adquiriram armamento na região foram a Arábia Saudita e o Catar, com aumento de 212% e 245%, respectivamente.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.