GP1

Mundo

Japão declara estado de emergência em Tóquio para tentar conter coronavírus

O governo anunciou que o período de restrição deve ser de 8 de janeiro a 7 de fevereiro nas prefeituras de Tóquio, Saitama, Kanagawa e Chiba.
Por Estadão Conteúdo

O Japão declarou estado de emergência de um mês na capital, Tóquio, e em três cidades vizinhas para tentar conter a disseminação de infecções por coronavírus, uma vez que o número de casos em menos de 24h atingiu recorde de mais de 7 mil infecções. O governo anunciou que o período de restrição deve ser de 8 de janeiro a 7 de fevereiro nas prefeituras de Tóquio, Saitama, Kanagawa e Chiba, cobrindo cerca de 30% da população do país. No entanto, mais cidades japonesas consideram pedir ao governo a implementação do estado de emergência

Os esforços de impedimento da propagação do vírus do governo japonês são acompanhados da preparação para as Olimpíadas, programadas para início em 23 de julho até 8 de agosto. Segundo o The Guardian, o Comitê Olímpico Internacional está trabalhando para priorizar os atletas a receberem a vacina para que os Jogos de Tóquio possam prosseguir com segurança.

O aumento do número de casos no Japão e o surgimento de novas variantes do vírus levam a um desejo crescente de vacinar os atletas nas próximas semanas e meses. Antes da declaração de bloqueio na capital japonesa, o governo metropolitano de Tóquio declarou que as exibições da tocha olímpica na cidade foram adiadas.

Austrália

A Austrália anunciou que iniciará a vacinação da covid-19 em meados de fevereiro, antes com previsão para final de março. O país começará administrando o imunizante de duas doses desenvolvido pela Pfizer em parceria com a BioNTech, que deve ser aprovado pelo órgão regulador do país antes do final deste mês, disse o primeiro-ministro australiano, Scott Morrison. O processo de aprovação da vacina da Universidade de Oxford com a AstraZeneca deve ser concluído em fevereiro, afirmou.

O país, que tem uma população de aproximadamente 25 milhões de pessoas, pretende começar com 80 mil doses por semana.

China

A cidade de Shijiazhuang, na capital de Hebei, na China, declarou lockdown após relatar 117 novos casos de covid-19 nesta quinta-feira. Todas as pessoas e veículos da cidade estão proibidos de sair, anunciou a autoridade local. O aeroporto internacional de Shijiazhuang cancelou mais de 80% dos voos de ida e de volta, segundo dados do sistema VariFlight.

Peru

Nesta quarta-feira, 6, o presidente peruano, Francisco Sagasti, anunciou que o governo assinou um acordo de compra com a farmacêutica chinesa Sinopharm para receber 38 milhões de doses da vacina contra a covid-19. Segundo Sagasti, a primeira leva, com um milhão de doses da vacina, deve chegar em janeiro. O presidente disse ainda que o Peru fechou acordo com a AstraZeneca para receber 14 milhões de doses de sua vacina, com as primeiras vacinas chegando em setembro.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.