GP1

Mundo

Twitter exclui definitivamente conta do presidente Donald Trump

Empresa analisou postagens recentes do republicano e concluiu que há risco de mais incitação à violência.
Por Estadão Conteúdo

O Twitter informou nesta sexta-feira, 8, que suspendeu permanentemente a conta do presidente dos EUA, Donald Trump, devido ao risco de mais incitamento à violência.

"Após uma análise detalhada dos tweets recentes da conta #realDonaldTrump e do contexto em torno deles, suspendemos permanentemente a conta devido ao risco de mais incitação à violência", disse a empresa. "No contexto dos eventos horríveis desta semana, deixamos claro na quarta-feira que violações adicionais das Regras do Twitter potencialmente resultariam neste mesmo curso de ação."

Na quarta-feira, o Twitter havia bloqueado temporariamente a conta de Trump, que tinha mais de 88 milhões de seguidores, após o cerco ao Capitólio.

A Casa Branca ainda não comentou a decisão.

O banimento priva Trump de uma potente ferramenta, que ele usou para se comunicar diretamente com os americanos por mais de uma década. O republicano usava sua conta para anunciar decisões políticas, desafiar oponentes, insultar inimigos, elogiar aliados e espalhar desinformação.

De acordo com o Washington Post, centenas de funcionários do Twitter exigiram em uma carta escrita esta semana que os líderes da empresa suspendessem permanentemente a conta de Trump após a invasão, chamando a resposta da empresa de insuficiente. Os funcionários também solicitaram uma investigação sobre os últimos anos de ações corporativas que levaram ao papel do Twitter na insurreição.

Trump também teve a conta suspensa no Facebook. A empresa decidiu proibir suas postagens até pelo menos o final de seu mandato presidencial, em 20 de janeiro.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.