GP1

Mundo

Boris Johnson promete relaxar restrições no Reino Unido

Número de novas notificações caiu 29%; "Queremos que esse confinamento seja o último", disse o primeiro-ministro.
Por Estadão Conteúdo

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, confirmou nesta segunda-feira, 15, que anunciará na próxima semana um programa para o relaxamento gradual das restrições impostas para evitar a propagação do novo coronavírus.

"Queremos que esse confinamento seja o último", disse o chefe de governo, em entrevista coletiva concedida na residência oficial de Downing Street.

A manifestação de Johnson foi feita logo após o fim de semana em que o governo britânico divulgou ter superado a marca de 15 milhões de doses de vacina contra o novo coronavírus aplicadas na população.

Já foi oferecida aos grupos mais vulneráveis, que incluem todas as pessoas com mais de 70 anos, a possibilidade de se imunizarem, e já foi iniciada nova fase da campanha de vacinação, para todos com mais de 65 anos, e adultos de 16 a 64, que têm mais risco de morte em caso de contraírem a covid-19.

Nos últimos sete dias, o número de novos casos no Reino Unido caiu 29%, segundo dados oficiais. Hoje, foram confirmados mais 9.765 positivos, contra 10.972 de ontem, e 14.104 do último sábado.

A quantidade de mortes também teve redução, com as 230 contabilizadas nas última 24 horas. No domingo, foram 258, enquanto na última segunda-feira foram 333.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.