GP1

Mundo

Argentina intensifica controle de preços para conter a inflação

Dentre as medidas, o governo vai fixar os preços da cesta básica e de frutas e verduras.

O Ministério da Economia da Argentina anunciou, nesta quinta-feira (15), estratégias para conter a inflação no país. Dentre as medidas, o governo vai fixar os preços da cesta básica e de frutas e verduras. De acordo com a Revista Oeste, também haverá aumento das barreiras de exportação da carne bovina, com o objetivo de garantir o abastecimento local.

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, afirmou que quer “novos acordos” para a venda de proteínas “a preços acessíveis”. Ele disse ainda que vai manter os atuais preços dos eletrônicos até outubro, entre eles, celulares, televisores e computadores pessoais.

Foto: Reprodução/InstagramAlberto Fernández
Alberto Fernández, presidente da Argentina

O governo garantiu que a inflação no país se manteve em níveis elevados no primeiro trimestre deste ano. “Buscamos redução gradual e consistente. Os instrumentos do programa econômico continuarão alinhados com a finalidade de evitar que a dinâmica observada no primeiro trimestre se replique nos demais meses do ano”, consta no comunicado oficial.

Também foi anunciado que 500 fiscais sairão às ruas a fim de averiguar se as novas determinações estão sendo cumpridas.

O instituto de estatística da Argentina, semelhante ao IBGE no Brasil, constatou aumento de 4,8% em março em comparação ao mês anterior.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.