GP1

Mundo

Joe Biden deve anunciar doação de mais 500 milhões de doses da Pfizer

O acordo deve ser revelado em uma cúpula virtual nesta quarta-feira, 22.
Por Estadão Conteúdo

O presidente americano, Joe Biden, deve anunciar a doação de 500 milhões de doses da vacina Pfizer/BioNTech nesta quarta-feira, 22, informou a Bloomberg. De acordo com a publicação, que ouviu duas pessoas familiarizadas com o assunto, as negociações ainda não foram finalizadas, mas um acordo deve ser revelado em uma cúpula virtual.

Se confirmado, o acordo dobra a meta inicial de doações de vacinas da Pfizer/BioNTech anunciada pelos EUA em junho. Dos 500 milhões de doses iniciais, 160 já foram doados, disse Biden em seu discurso nesta terça-feira, 21. Mais 40 milhões devem ser enviados até o dia 31 de dezembro e outros 300 milhões até o final de junho.

Biden planejou que a cúpula coincidisse com a Assembleia Geral da ONU, disseram as duas fontes, que pediram anonimato. Em seu discurso, o presidente americano deu indicativos do acordo.

“Anunciarei compromissos adicionais à medida que buscamos avançar na luta contra a covid-19 e nos responsabilizar por alvos específicos em três desafios principais: salvar vidas agora, vacinar o mundo e ‘reconstruir melhor’”, disse Biden, fazendo referência a um slogan de campanha. A Casa Branca não quis comentar.

De acordo com dados do Unicef, os EUA estão em primeiro lugar na lista de doadores de vacinas. Biden afirmou que 100 países já receberam doses vindas dos Estados Unidos.

Internamente, o país administrou 386 milhões de doses até agora, um número que deve aumentar nos próximos meses, à medida que as campanhas de reforço se expandem e com a potencial autorização de aplicação da vacina em crianças de 5 a 11 anos.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.