GP1

Mundo

Presidente da Câmara dos EUA se reúne com Zelenski em visita a Kiev

Durante o encontro, o presidente ucraniano concedeu a Ordem da Princesa Olga à Nancy Pelosi.

A presidente da Câmara dos Representantes dos EUA, Nancy Pelosi, se reuniu com o presidente da Ucrânia, Volodmir Zelenski, durante uma visita surpresa a Kiev, de acordo com relatórios oficiais divulgados neste domingo, 1.

“Obrigado aos Estados Unidos por ajudar a proteger a soberania e a integridade territorial de nosso Estado”, escreveu em sua conta oficial no Twitter. Em um vídeo, Zelenski é visto ladeado por guardas armados, recebendo Pelosi e uma delegação do Congresso nos portões presidenciais de Kiev e, posteriormente, em uma reunião com os americanos.

“Os Estados Unidos são líderes em apoiar fortemente a Ucrânia na luta contra a agressão russa”, continuou o presidente ucraniano. Em um comunicado, a delegação dos EUA, que viajará para o sudeste da Polônia e Varsóvia, disse que visitou Kiev “para enviar uma mensagem inequívoca e retumbante ao mundo: os Estados Unidos estão com a Ucrânia”.

“Apoio adicional dos EUA está a caminho”, sublinharam os legisladores dos EUA, que garantiram que “eles transformarão a forte demanda de financiamento do presidente Joe Biden em um pacote legislativo”. Zelenski saudou os “sinais muito importantes” dados pelos Estados Unidos e Biden, incluindo um programa para a Ucrânia, semelhante ao criado durante a Segunda Guerra Mundial, para fornecer material de guerra aos países amigos sem intervir diretamente no conflito.

“Estes são importantes passos recentes no apoio militar e financeiro à Ucrânia... estamos gratos por isso”, disse ele. Esta visita ocorre uma semana depois que o chefe da diplomacia dos EUA, Antony Blinken, e o secretário de Defesa Lloyd Austin viajaram para Kiev. Pelosi foi acompanhada pelos congressistas Jim McGovern, Gregory Meeks, Adam Schiff, Barbara Lee, Bill Keating e Jason Crow.

Durante a reunião, ambos os funcionários anunciaram o retorno progressivo da presença diplomática dos EUA na Ucrânia e uma ajuda direta e indireta adicional de mais de 700 milhões de dólares.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.