GP1

Mundo

Taleban manda afegãs cobrirem o rosto e usarem a burca em público

Traje se tornou um símbolo global do regime linha-dura na primeira vez em que controlou o Afeganistão.
Por Estadão Conteúdo

O Taleban determinou neste sábado, 7, que as afegãs voltem a cobrir seus rostos e disse que o melhor traje para isso é a burca, em uma escalada de restrições às mulheres na vida pública que está provocando uma reação da comunidade internacional e de muitos afegãos.

Um porta-voz do Ministério para a Propagação da Virtude e Prevenção do Vício leu o decreto do líder supremo do grupo, Hibatullah Akhundzada, em uma entrevista coletiva em Cabul. O texto diz que o pai de uma mulher ou seu parente do sexo masculino mais próximo será visitado e eventualmente preso ou demitido de seu emprego no governo se ela não tiver seguido a regra.

“Para todas as mulheres afegãs dignas, usar o hajib é necessário e o melhor hajib é o chadori (a burca da cabeça aos pés), que faz parte de nossa tradição e é respeitoso”, disse o porta-voz Shir Mohammad.

O decreto acrescentou que, se as mulheres não tiverem trabalho importante fora, é melhor que fiquem em casa. “Os princípios islâmicos e a ideologia islâmica são mais importantes para nós do que qualquer outra coisa”, disse Hanafi.

O governo taleban acrescentou que o ideal é que elas passem a usar a burca azul total. O traje se tornou um símbolo global do regime linha-dura na primeira vez que controlou o país, de 1996 a 2001.

A maioria das mulheres no Afeganistão usa lenço na cabeça por motivos religiosos, mas muitas em áreas urbanas como Cabul não cobrem o rosto. O grupo enfrentou uma intensa reação, liderada por governos ocidentais, e acompanhado por alguns estudiosos religiosos e países islâmicos por seus crescentes limites aos direitos das mulheres.

Em março, uma reviravolta surpreendeu a todos quando o grupo fechou escolas de ensino médio para meninas na manhã em que deveriam abrir. A medida provocou a ira da comunidade internacional e levou os EUA a cancelarem reuniões planejadas para aliviar a crise financeira do país.

Ruína econômica

Washington e outras nações cortaram a ajuda ao desenvolvimento e aplicaram sanções estritas ao sistema bancário desde que o Taleban tomou Cabul e assumiu o poder em agosto, empurrando o país para a ruína econômica.

O Taleban disse que mudou desde o último governo, quando proibiu a educação de meninas ou as mulheres de saírem de casa sem um parente do sexo masculino, além de obrigá-las a usarem a burca.

No entanto, nos últimos meses, o governo aumentou suas restrições às mulheres, incluindo regras que limitam suas viagens sem um acompanhante masculino e proíbem homens e mulheres de visitar parques ao mesmo tempo.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.