GP1

Mundo

Ucrânia ganha parecer favorável para unir-se à União Europeia

Ucranianos precisam do apoio dos 27 países membros para confirmar a adesão ao bloco continental.

Nesta sexta-feira (17), o bloco continental emitiu um parecer favorável para aceitar os ucranianos na entidade, oferecendo ao país o “status de candidato”, tornando-se mais próximo de se tornar o 28º membro União Europeia.

O ingresso do país ao bloco é considerado estratégico para o enfrentamento da guerra com a Rússia, que já dura quatro meses.

O processo vai prosseguir se os 27 membros concordarem com a decisão e ocorre após a visita de três líderes importantes do bloco a Kiev. O presidente francês, Emannuel Macron, o chanceler alemão, Olaf Scholz e o primeiro-ministro italiano, Mario Draghi. As autoridades europeias compareceram a capital ucraniana para uma reunião com o presidente Volodymyr Zelensky. Em coletiva cedida na quinta-feira (16) o presidente francês, “Nós quatro apoiamos o status da Ucrânia de candidata ao bloco”, disse Macron.

Foto: DivulgaçãoUnião Europeia
União Europeia

A presidente da Comissão Europeia, Ursula Van der Leyen, informou que o país está próximo da admissão, porque já cumpriu 70% do protocolo de normas exigidos pelo bloco. Porém, afirmou que o país precisa de avanços em questões como direitos humanos e combate à corrupção. “O processo é por meritocracia. Então, depende inteiramente da Ucrânia”, finalizou a presidente.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.