GP1

Mundo

Chuvas torrenciais na Índia e em Bangladesh deixam quase 60 mortos

Milhões de pessoas nos dois países foram afetadas com as inundações causadas pelas chuvas.
Por Estadão Conteúdo

As chuvas de monções na Índia e em Bangladesh deixaram pelo menos 59 mortos e milhões de pessoas foram afetadas pelas enchentes - informaram autoridades locais neste sábado, 18.

As inundações ameaçam, regularmente, milhões de pessoas em Bangladesh, um país de baixa altitude. Os especialistas afirmam, contudo, que a mudança climática está aumentando sua frequência, gravidade e imprevisibilidade.

Grande parte do nordeste do país está debaixo d’água. Tropas foram enviadas para retirar pessoas isoladas, e várias escolas foram transformadas em centros de emergência para abrigar os habitantes das aldeias inundadas em poucas horas. “Na sexta-feira de manhã, toda aldeia estava debaixo d’água, e ficamos todos isolados”, contou Lokman, cuja família mora na aldeia de Companyganj.

“Depois de esperar o dia inteiro no telhado de casa, um vizinho nos resgatou com um barco improvisado. Minha mãe disse que nunca viu uma enchente como essa em sua vida”, acrescentou a jovem, de 23 anos.

Dois dias sem comer

Asma Akter, outra mulher resgatada das inundações, disse que sua família não comia havia dois dias. “A água subiu tão rápido que não conseguimos levar nenhum dos nossos pertences”, lamentou.

Desde sexta-feira, 21 pessoas foram mortas por raios em Bangladesh durante as fortes chuvas, informaram policiais à AFP. Entre elas, estão três menores, com idades entre 12 e 14 anos, mortos na cidade de Nandail, disse o chefe de polícia local, Mizanur Rahman.

Além disso, quatro pessoas morreram em deslizamentos de terra provocados pelas tempestades na cidade portuária de Chittagong, também conforme autoridades policiais.

Na vizinha Índia, pelo menos 16 pessoas morreram na quinta-feira, 16, no Estado de Meghalaya (nordeste), após deslizamentos de terra e inundações nas estradas, tuitou o primeiro-ministro deste Estado, Conrad Sangma.

No Estado de Assam, mais de 2,6 milhões de pessoas foram afetadas pelas enchentes, após cinco dias consecutivos de chuva, declarou a Agência estadual de Resposta a Catástrofes.

Desde quinta-feira, pelo menos 18 pessoas morreram em enchentes e deslizamentos de terra em todo Estado, acrescentou a agência, relatando que quase 7.500 pessoas foram resgatadas neste sábado, 18.

O primeiro-ministro de Assam, Himanta Biswa Sarma, disse à imprensa que pediu às autoridades distritais que forneçam “toda a ajuda e os equipamentos de resgate necessários” às pessoas afetadas pelas chuvas torrenciais.

Em Bangladesh, as inundações forçaram o fechamento do terceiro aeroporto internacional do país, localizado em Sylhet, no nordeste, na sexta-feira. E a situação na região piorou na manhã deste sábado, após o aumento das chuvas, informou à AFP o administrador-chefe do governo regional de Sylhet, Mosharraf Hossain.

“A situação é ruim. Mais de 4 milhões de pessoas estão bloqueadas pelas enchentes”, disse, acrescentando que praticamente toda região ficou sem energia.

De acordo com as previsões meteorológicas, as inundações vão piorar nos próximos dois dias em Bangladesh e no nordeste da Índia, em razão das fortes chuvas.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.