GP1

Mundo

Homem é impedido de doar sangue na Escócia por não dizer se estava “grávido”

Questionário ao qual o doador foi submetido faz parte de uma proposta que visa promover inclusão.

Um homem identificado como Leslie Sinclair, 66 anos, foi impedido de doar sangue na Escócia, após se recusar a responder em um questionário se estava “grávido” ou não. O caso foi divulgado pela revista Oeste nesta segunda-feira (20).

O novo questionário ao qual o doador foi submetido faz parte de uma proposta que visa promover inclusão no sistema de saúde. Segundo a revista Oeste, pessoas que pretendem doar sangue terão de responder se “estão grávidos”, já que “a gravidez nem sempre é visualmente clara”.

Ao se deparar com o questionário, Leslie Sinclair disse à equipe clínica que a pergunta não deveria ser feita a um homem de 60 anos. Por conta disso, ele não conseguiu fazer a doação.

“Sempre há um formulário para preencher, e tudo bem. Eles tendem a perguntar sobre condições médicas ou doenças, e claramente é porque o sangue precisa ser seguro. Desta vez, havia uma pergunta que não havia visto antes: ‘você está grávida ou esteve nos últimos seis meses?’, que exigia uma resposta sim ou não”, afirmou Sinclair, em entrevista ao jornal Daily Mail.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.