Política

Abraham Weintraub critica a Proclamação e exalta D. Pedro II

"Não estou defendendo que voltemos à Monarquia mas...O que diabos estamos comemorando hoje?", questionou o ministro.

Por  Estadão Conteúdo

Na contramão de Mourão, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, foi ao Twitter para criticar a Proclamação da República, a qual chamou de uma "infâmia contra um patriota, honesto, iluminado, considerado um dos melhores gestores e governantes da História", se referindo a Dom Pedro II, imperador deposto pelos militares na queda do Império.

"Não estou defendendo que voltemos à Monarquia mas...O que diabos estamos comemorando hoje? Há 130 anos foi cometida uma infâmia contra um patriota, honesto, iluminado, considerado um dos melhores gestores e governantes da História (Não estou restringindo a afirmação ao Brasil)", escreveu Weintraub, que ainda aproveitou para criticar a ex-presidente Dilma Rousseff e pedir para as feministas "refletirem".

"Para as feministas refletirem: o Império teve seus dois principais atos assinados por mulheres educadas, inteligentes e HONESTAS! Elas nos governaram bem antes de Dilma. A Lei Áurea e Nossa Independência foram assinadas respectivamente pela Princesa Isabel e por Dona Leopoldina", disse o ministro.

Mais conteúdo sobre: