Lagoa do Sítio - PI

Acusada da morte da ex-primeira-dama Gercineide vai a Júri Popular

Gercineide foi assassinada no dia 10 de fevereiro de 2015, enquanto dormia, com um tiro na nuca.

Wanessa Gommes
Teresina
- atualizado

Vai a julgamento pelo Tribunal Popular do Júri de Valença, às 9 horas, do dia 4 de setembro deste ano, Noêmia Maria da Silva Barros, acusada de participar da morte da ex-primeira-dama de Lagoa do Sítio, Gercineide de Sousa Monteiro Rabelo, em fevereiro de 2015. O promotor é Luís Antônio França Gomes e o defensor é Dimas Batista de Oliveira.

  • Foto: Brunno Suênio/GP1/Marcela PachecoNoêmia Maria da Silva BarrosNoêmia Maria da Silva Barros

Gercineide foi assassinada no dia 10 de fevereiro de 2015, enquanto dormia, com um tiro na nuca. A Polícia Civil afirmou, após investigações, que o crime havia sido cometido pelo ex-prefeito José de Arimatéia Rabelo, mais conhecido como “Zé Simão”, com a ajuda de Noêmia Maria da Silva, 43 anos, empregada do casal. Ela foi apontada como amante do ex-prefeito, mas negou o envolvimento.

Julgado pelo Tribunal do Júri de Oeiras, no dia 12 de junho, o ex-prefeito foi absolvido da morte da esposa. Com a decisão do júri, presidio pelo juiz Rafael Mendes Palludo, Zé Simão foi posto em liberdade.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Ex-prefeito Zé Simão é inocentado da morte da esposa

Empregada nega relação amorosa com ex-prefeito Zé Simão

Morre primeira dama de Lagoa do Sítio Gercineide Monteiro