Teresina - PI

Acusado de degolar jovem em Nazária é indiciado por latrocínio

O inquérito foi realizado pelo Núcleo de Feminicídio do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que passou a investigar o caso após o suspeito ser preso com o celular da vítima.

Davi Fernandes
Teresina
- atualizado

Thalison Francisco de Araújo, acusado de assassinar a jovem Laisse Carvalho, 29 anos, na frente do seu filho de apenas 2 anos, em Nazária, foi indiciado nessa segunda-feira (21) pelo crime de latrocínio, após a conclusão do inquérito da Polícia Civil.

O inquérito foi realizado pelo Núcleo de Feminicídio do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que passou a investigar o caso após o suspeito ser preso com o celular da vítima no dia 20 de setembro, horas depois do crime ser realizado. Laisse Carvalho, foi encontrada despida, em cima de uma cama, com uma perfuração no pescoço.

  • Foto: Alef Leão/GP1Thalison Francisco de AraújoThalison Francisco de Araújo

Depoimento do filho da vítima

A principal testemunha do crime, foi o filho da vítima, de dois anos. A criança presenciou o crime e passou a noite ao lado da vítima morta. Para coletar o depoimento do menino, foi necessário participar uma psicóloga capacitada da Polícia Civil.

“Foi uma cena de terror para essa criança, ela passou a noite com a mãe morta, toda ensanguentada e presenciou tudo, de acordo com familiares, essa criança relata uma briga, fala sobre a mãe, um homem na cama. Então essa criança está extremamente traumatizada”, disse a titular do Núcleo de Feminicídio, delegada Luana Alves.

Entenda o caso

Na manhã do dia 20 de setembro, Laysse Carvalho, de 29 anos, foi degolada na frente do filho de apenas dois anos, na cidade de Nazária, distante 35 km de Teresina. A mulher foi encontrada despida, em cima da cama, com a perfuração no pescoço.

O cunhado da vítima foi a primeira pessoa que chegou ao imóvel, nas primeiras horas da sexta-feira, e se deparou com Laysse morta e o filho dela sujo de sangue, próximo ao corpo.

Um homem conhecido como Chaparral, com quem a vítima tinha uma relação amorosa, chegou a ser apontado como autor do crime, mas a polícia descartou sua participação no feminicídio, tendo em vista que ele estava em um local diferente no momento em que Laysse foi assassinada.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Preso suspeito de degolar mulher na frente do filho em Nazária

Criança que viu mãe ser degolada em Nazária será ouvida pela polícia

Suspeito de degolar mulher em Nazária é autuado por receptação

Acusado de degolar mulher na frente do filho é preso em Nazária

Mais conteúdo sobre: