Teresina - PI

Acusado de estelionato é preso na Caixa Econômica em Teresina

O indivíduo tentou sacar R$ 10 mil reais em dinheiro com a utilização de documentos falsos.

Laura Moura
Teresina
Cinara Taumaturgo
Teresina
Débora Dayllin
Teresina
- atualizado

O Grupo de Apoio Operacional (GAO) em conjunto com a Força Tarefa de Segurança Pública, prenderam em flagrante, na manhã desta terça-feira (30), um homem identificado como Erisvaldo Rodrigues Melo, acusado de estelionato. Ele foi capturado na agência da Caixa Econômica Federal, situada na Avenida Barão de Gurguéia, zona sul de Teresina.

De acordo com o coordenador do Grupo de Apoio Operacional (GAO), Joatan Gonçalves, o indivíduo tentou sacar um considerável montante de dinheiro com a utilização de documentos falsos. "Há vários meses vêm ocorrendo algumas fraudes nas instituições bancárias aqui em Teresina e principalmente com relação a falsificação de documentos para abertura de contas e lavagem de dinheiro. Então o gerente de segurança da Caixa Econômica entrou em contato conosco, porque quando o fato ocorre na Caixa ele é o responsável, dando conta de que havia uma dessas contas abertas e uma documentação comprovadamente falsa que está sendo inclusive confirmada pelo próprio autor quando a sua falsidade", explicou.

  • Foto: Hélio Aleff/GP1Joatan GonçalvesJoatan Gonçalves

"Então a gente fez o deslocamento até o local, mas num primeiro momento ele pareceu desconfiar, saindo da Caixa, alegando um problema de saúde, mas acreditando que ele iria voltar, pedi que entrassem em contato novamente com ele, era uma quantia boa, o saque era de R$ 10 mil reais e a conta estava bloqueada, então ele retornou a agência sob a ligação da gerência e retornando a gente fez a campana e no local e com o apoio da Força Tarefa e da Força Tática do 1º BPM conseguimos realizar a prisão dele", completou Joatan.

Ainda segundo Joatan, além do crime de documento falso, Erisvaldo poderá responder por mais dois outros crimes. “Ele está sendo autuado por documento falso, pois sabemos que a identidade é falsa, agora vamos averiguar se esse nome realmente é dele, porque se não for, ele será autuado também por falsidade ideológica, fora que se a conta tiver sendo utilizada para fraude, ele responderá por um terceiro crime que é o estelionato. Estamos apurando tudo isso, checando todas as informações, documentos e digitais”, revelou.

Investigação continua

Segundo o coordenador do GAO, a prisão de Erisvaldo pode estar ligada a outra prisão realizada há dez dias atrás. “Ressalto ainda que teve uma prisão há mais ou menos uns 10 dias atrás, não podemos dar muitos detalhes ainda para não prejudicar a outra investigação, mas não é coincidência obviamente, a pessoa tem o mesmo nome dele (Erisvaldo), o que pode querer dizer que é a mesma quadrilha que esteja atuando, ele nega conhecer os participantes mas a gente acredita que conhece, agora vamos trocar informações para checar todas essas informações e tentar desarticular esse esquema”, informou Joatan.

O que diz o acusado

Erisvaldo Rodrigues Melo, é natural de Imperatriz, e mora a dois anos e sete meses em Teresina. Ele afirmou ao GP1 que tem consciência do que fez e que irá pagar.

  • Foto: Hélio Aleff/GP1Erisvaldo Rodrigues Melo Erisvaldo Rodrigues Melo

“Eu trabalho com compra e venda de madeira aqui no Piauí. Eu cheguei na Caixa Econômica, tenho conta lá desde 2017, eu fui lá para sacar um dinheiro semana passada e vi minha conta bloqueada, aí falei com a gerente, e na sexta-feira eu retornei, e ela informou que minha conta estava no sistema de segurança da Caixa, eu não entendi bem, e retornei hoje pela manhã, ao chegar lá demorou o atendimento, e em seguida a gerente falou que me ligaria, quando ela me ligou eu retornei à agência mais uma vez, e foi quando me informaram que eu estava com a documentação falsa. Eu tinha consciência do que fiz, mas não sou acostumado com crimes, eu nunca pensei que quando chegasse lá estaria a polícia à minha espera. Mas isso foi bom, porque se eu cometi um crime eu vou pagar”, afirmou Erisvaldo.