Ribeiro Gonçalves - PI

Acusado de matar sobrinho por questões políticas vira réu no Piauí

Evaldo foi denunciado pelo Ministério Público do Estado do Piauí por homicídio qualificado por motivo fútil e por impossibilitar a defesa da vítima.  

Wanessa Gommes
Teresina
- atualizado

A juíza Uismeire Ferreira Coelho, da Vara Única da Comarca de Ribeiro Gonçalves, recebeu denúncia contra Edvaldo Moreira da Silva acusado de matar o sobrinho Samuel de Sousa Leal por questões políticas após uma carreata no município no dia 25 de outubro. A decisão foi dada no dia 27 de outubro.

Evaldo foi denunciado pelo Ministério Público do Estado do Piauí por homicídio qualificado por motivo fútil e por impossibilitar a defesa da vítima.

A magistrada destacou que após análise da narrativa acusatória, ficou verificada que a denúncia preenche os requisitos de admissibilidade, positivos e negativos, contidos no art. 41 e art. 395, ambos do Código de Processo Penal.

Ela então recebeu a denúncia, em todos os seus termos, e determinou a citação do réu para, querendo, responder à acusação, por escrito, no prazo legal de 10 dias.

Entenda o caso

Samuel de Sousa Leal foi assassinado com um golpe de canivete, na madrugada de 25 de outubro, no município de Ribeiro Gonçalves. Segundo a Polícia Militar do Piauí, o crime se deu por questões políticas, após uma carreata de um candidato da cidade.

O acusado do crime perguntou se Samuel era do 13 ou do 14, uma referência aos dois partidos políticos que disputam a prefeitura da cidade, e a vítima respondeu que era do 13, no que o indivíduo sacou um canivete e desferiu um golpe na virilha do rapaz.

“Houve uma carreata durante a noite e depois ocorreu algumas questões particulares. O rapaz estava na praça, teve a discussão, o homem perguntou se ele era 13 ou era 14, o rapaz que morreu falou que era 13, na hora que disse isso o outro abraçou ele e desferiu um golpe de canivete na virilha”, relatou o soldado da Polícia Militar, Erinaldo.

Samuel Leal chegou a ser socorrido e levado ao hospital, mas acabou não resistindo ao ferimento.

NOTÍCIA RELACIONADA

Discussão política termina com uma pessoa morta no interior do Piauí