Corrente - PI

Advogado Acácio Pereira da Silva pode perder licença da OAB-PI

A instituição está em busca dos documentos que estão em poder da Polícia Civil.

RAYANE TRAJANO
- atualizado

O advogado Acácio Pereira da Silva preso na manhã desta segunda-feira (09), acusado de estupro de vulnerável vai responder um processo ético-disciplinar na OAB e pode perder a licença para advocacia. A instituição está em busca dos documentos que estão em poder da Polícia Civil.

Acácio é acusado de abusar de três menores na cidade de Corrente. Uma das vítimas foi abusada dos 7 aos 14 anos de idade. O caso só foi descoberto após denúncia feita pela mãe de uma das vítimas.

  • Foto: Facebook/Dom AcácioAcácio Pereira da Silva, advogadoAcácio Pereira da Silva, advogado

O presidente do Tribunal de Ética e Disciplina da OAB-PI, Hamilton Ayres, afirmou que o processo contra o advogado será aberto quando a OAB tiver acesso aos documentos do caso. “O caso ainda está muito recente, nós não tivemos acesso aos documentos, não tivemos informações precisas, nós precisamos dos documentos relacionados a essa prisão”, explicou.

De acordo com Hamilton Ayres, sempre que a OAB toma conhecimento sobre atos ilícitos cometidos por advogados, os casos são investigados. “A OAB oficia as polícias seja federal ou estadual solicitando a documentação relacionada à conduta, abre-se uma investigação para ver se essa conduta tem alguma relação com a questão ética da advocacia”.

Caso seja julgado como infração às normas da instituição, o advogado sofrerá penalidade que “conforme a situação, vai desde a advertência a possível expulsão”.