Política

Advogado entra na Justiça para proibir exibição do vídeo contra a campanha de Paulo Martins

Segundo Alexandre, o vídeo foi feito sem nenhuma identificação, sem áudio, uma espécie de montagem forjada com edição mal elaborada.

da Redação

O advogado Alexandre Nogueira entrou, nesta terça-feira (18), com pedido na Justiça Eleitoral para tirar da web e proibir qualquer forma de exibição do vídeo que foi posto na internet, que segundo ele, é ofensiva à campanha do candidato a prefeito Paulo Martins (PT).

Imagem: Divulgaçãoadvogado Alexandre Nogueira(Imagem:Divulgação)advogado Alexandre Nogueira

Segundo Alexandre, o vídeo foi feito sem nenhuma identificação, sem áudio, uma espécie de montagem forjada com edição mal elaborada.

"Entrei com uma representação eleitoral com pedido de liminar para que o juiz impeça a exibição do vídeo na internet ou em qualquer veículo de comunicação até porque não se é permitido pela lei esse tipo de veiculação no período eleitoral que estamos vivendo, pois se vale de calúnias para prejudicar o candidato Paulo Martins”, disse Alexandre.

Vídeo na internet

Imagem: ReproduçãoVereador Marco Pereira (Imagem:Reprodução)Imagem do vídeo postado no Youtube

Nas gravações, aparecem recebendo supostamente dinheiro o vereador Marco Pereira (PPS) e o prefeito Luís Lima (DEM), ex-presidente da Câmara que tomou posse após a cassação de Joãozinho Félix (PPS), motivo da eleição suplementar do próximo dia 30.

Reação

“Os envolvidos no vídeo também ajuizarão uma ação de indenização por danos morais objetivando preservar as suas respectivas imagens, pois houve claramente uma montagem para lhes prejudicar", acrescentou o advogado Alexandre Nogueira.

Imagem: DivulgaçãoVereador Marco Pereira(Imagem:Divulgação)Vereador Marco Pereira

O Vereador Marco Pereira disse que o video foi elaborado para prejudicar o posicionamento dele em apoiar o candidato a prefeito do Partido dos Trabalhadores.

Marco Pereira disse ainda que o deputado Paulo Martins nada tem relacionado a está situação, lamentou o ocorrido e disse que vai continuar trabalhando com dedicação, ética, moral que tem como médico e vereador, sem mudar seu posicionamento de forma alguma, e que isso é uma baixaria típica de quem está vendo um adversário eleitoral se distanciar na preferência popular, por isso ele não acredita que isso vá mudar a decisão de voto das pessoas que acreditam no melhor para Campo Maior, finalizou o vereador.