Bizarro

Ambulante é preso após vender espetinho de passarinho na praia

Caso aconteceu em Ilha Comprida, no litoral de São Paulo.

NAYRANA MEIRELES
DE TERESINA
- atualizado

Um vendedor ambulante de 59 anos que não teve a identidade revelada, foi preso por suspeita de vender espetinho de pássaros de uma unidade de conservação ambiental em Ilha Comprida, no litoral de São Paulo.

Segundo a Polícia Militar Ambiental (AMB), o homem dizia aos clientes que era “espetinho de frango” e foi multado em R$ 10 mil. Dentro da casa do ambulante foi encontrada uma arma sem poder de fogo, 10 aves abatidas guardadas em um freezer e 240 quilos de carne sem procedência. A Vigilância Sanitária da cidade foi acionada.

  • Foto: Divulgação/Polícia Militar AmbientalAves apreendidas pela Polícia Militar Ambiental em São PauloAves apreendidas pela Polícia Militar Ambiental em São Paulo

As aves encontradas são das espécie sabiá, bem-te-vi e columbia, que foram caçadas pelo ambulante dentro da Área de Proteção Ambiental (APA) de Ilha Comprida. O homem foi encaminhado para a Delegacia da cidade e foi enquadrado na lei de crimes ambientais.

Mais conteúdo sobre: