Mundo

Arquiteta é condenada por cortar pênis de amante na Argentina

O caso aconteceu em Córdoba, na Argentina, em 2017, e o julgamento foi realizado nessa quarta-feira (25). A mulher está presa desde novembro de 2017.

Wanessa Gommes
Teresina

A arquiteta Brenda Micaela Barattini, 28 anos, foi condenada a 13 anos de prisão por ter cortado parte do pênis e os testículos do amante, o músico Sergio Fernandez, de 42 anos, com uma tesoura de poda. O caso aconteceu em Córdoba, na Argentina, em 2017, e o julgamento foi realizado nessa quarta-feira (25). Ela está presa desde novembro de 2017.

Durante o julgamento, o Júri Popular decidiu, por unanimidade, que o ato representava uma tentativa de assassinato. A arquiteta também foi condenada a pagar US$ 493.665 ao ex-amante, depois que cumprir sua pena.

  • Foto: DivulgaçãoArquiteta  é condenada a 13 anos de prisãoArquiteta é condenada a 13 anos de prisão

Brenda confessou ter planejado o ataque, mas disse que não tinha a intenção de matar o músico. “Eu ferrei minha vida. Nunca na minha vida eu queria matar alguém. Não era minha intenção e peço que seja feita justiça. Sinto muito pelo que fiz. Eu quero continuar com minha vida normal. Eu sinto muito. Eu nunca iria querer matar alguém”, disse.

A motivação do crime foi uma vingança contra Sérgio que, segundo a arquiteta, compartilhou vídeos de sexo e imagens íntimas dos dois com amigos. “Ele me transformou em um objeto sexual. Violou a minha privacidade e destruiu a minha carreira. Fiquei arruinada”, alegou a mulher perante o juiz.

Brenda usou um “jogo sexual” para cometer o crime. Ela vendou a vítima e começou a fazer-lhe sexo oral. Em seguida, amputou o pênis com uma tesoura utilizada em jardinagem.

O músico foi socorrido por vizinhos que ouviram os gritos. Ele passou oito dias em coma. De acordo com a vítima, ele sofre ataques de pânico por pensar que todas as mulheres o querem matar durante o ato sexual.