Teresina - PI

Ator Paulo Betti é expulso da Igreja Universal em Teresina

Igreja de Edir Macedo alega que ator foi 'educadamente alertado' de que não poderia realizar gravações no local.

Por  Estadão Conteúdo
- atualizado

O ator Paulo Betti se envolveu em uma polêmica ao criticar o bispo Edir Macedo e a postura de um funcionário que o impediu de gravar parte de uma reunião em um templo da Igreja Universal do Reino de Deus na cidade de Teresina, no Piauí, onde passou na última segunda-feira, 22.

"Fui gravar com o celular e quase levei porrada! Por que? Por que é proibido gravar o (argh) [bispo Edir] Macedo usurpando a palavra de Deus?", reclamou Betti em sua página do Facebook.

  • Foto: DivulgaçãoPaulo BettiPaulo Betti

O fato gerou uma resposta oficial por parte da Igreja Universal, que acusou o ator de "preconceito" e alegou que ele foi "educadamente alertado que não são permitidos registros de imagem no interior dos templos da Universal".

No vídeo publicado por Paulo Betti, um homem dirige-se ao ator e diz: "Não pode filmar aqui, não". "Por que não?", questiona Paulo. "Porque não, há uma lei, não pode filmar", prossegue o funcionário da igreja.

"Eu entro na igreja católica e filmo", tenta argumentar Betti, ao que é respondido pelo evangélico: "Mas aqui não é igreja católica". Na sequência, o ator é perguntado o motivo de estar filmando: "Para mim!"

Mais conteúdo sobre: