Teresina - PI

Áudio revela momento em que PM é executado na zona leste de Teresina

Rafael dos Santos Leal seguia em seu carro, um Palio vermelho e gravava um áudio a ser enviado para um grupo de WhatsApp, quando foi surpreendido por um tiro de arma de fogo.

Raisa Brito
Chefe de Redação
- atualizado

O primeiro disparo que culminou na morte do policial militar Rafael dos Santos Leal, na noite dessa sexta-feira (03), bairro São João, zona leste de Teresina, foi captado em uma gravação de áudio feito pela própria vítima e enviada a um grupo de WhatsApp.

Rafael dos Santos Leal seguia em seu carro, um Palio vermelho e gravava um áudio a ser enviado para um grupo de WhatsApp, quando foi surpreendido por um tiro de arma de fogo. A vítima chegou a enviar o áudio antes de ser atingida pelo segundo disparo. O áudio foi divulgado pelo site noticia1.net e cedido ao GP1.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Policial foi alvejado com vários tiros Policial foi executado com dois tiros

Os suspeitos do crime são três homens, que estavam distribuídos em duas motos, e seguiam pareadas ao carro de Rafael. Eles atingiram a vítima com dois tiros no tórax. Após ser baleado, o policial perdeu o controle do veículo, colidiu em um muro e desceu uma ribanceira na Rua Hilson Antônio Bona. Rafael chegou a ser socorrido, mas já chegou sem vida no Hospital de Urgência de Teresina.

Últimos momentos

No áudio, o policial Rafael Leal tratava sobre eleições municipais, no entanto, não é possível identificar de qual município piauiense o militar se referia na gravação. “Também queria saber como é que ganha [a eleição], mas não é difícil de saber não. É comprado as eleições [sic]. Tem nem pra onde cara, eu trabalhei nos interior [sic], só o que via era a rejeição dele e ainda conseguiu ser eleito com mais de 60%. Rapaz, eu não me formei em matemática não, mas eu entendo matemática um pouco e a probabilidade diz, aonde você anda tem 10 e 9 lhe rejeita, você pode sair o estado todinho, que vai ser a mesma coisa [sic]”, disse o policial no áudio, em seguida é possível ouvir o primeiro disparo.

Ouça o áudio

Acerto de contas

A Polícia Civil trabalha com a hipótese de acerto de contas, já que o policial militar Rafael dos Santos Leal era envolvido com esquemas criminosos. Ele chegou a ser preso no ano passado durante a Operação Cargas, deflagrada pelo Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco).

  • Foto: Divulgação/PC-PIPolicial Rafael dos SantosPolicial Rafael dos Santos

As investigações apontaram que o policial se utilizava do cargo para obter informações privilegiadas e repassar para quadrilha que era especializada em roubo de cargas.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Policial militar baleado com dois tiros no bairro São João morre a caminho do HUT

Policial militar é perseguido e baleado com dois tiros no bairro São João

Greco explica como atuavam policiais presos na Operação Cargas

Greco deflagra Operação Cargas e prende policial militar

Mais conteúdo sobre: