Política

B. Sá Filho diz que hospitais do estado serão geridos por empresa

"O governador entrou em entendimento com todo mundo que vai apresentar uma empresa para gerir os hospitais do estado do Piauí e com relação a isso está tudo resolvido”, afirmou.

Andressa Martins
Teresina
Germana Chaves
Teresina

O deputado estadual B. Sá Filho (Progressistas) disse que os imbróglios acerca das indicações para dirigir o Hospital Regional Deolindo Couto, em Oeiras, chegaram ao final. Em entrevista nesta quarta-feira (22) o deputado disse que o governador Wellington Dias (PT) chegou a um consenso com os aliados.

De acordo com B. Sá Filho, após uma reunião de Wellington com o presidente do PP, deputado Júlio Arcoverde, o governador decidiu que uma empresa vai gerir os hospitais do estado, mas não explicou como seria essa gestão.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Deputado B. Sá FilhoDeputado B. Sá Filho

“Essa questão está resolvida. O governador entrou em entendimento com todo mundo que vai apresentar uma empresa para gerir os hospitais do estado do Piauí e com relação a isso está tudo resolvido”, afirmou.

Questionado se a resolução do problema teria agradado o grupo político dos Bocas Pretas, liderado por seu pai, o ex-deputado federal B. Sá, o deputado preferiu não comentar.

“Eu não quero mais expressar nenhuma opinião sobre isso. Acho que é uma questão resolvida, o governador é o condutor de toda sua gestão e a gente tem que respeitar a decisão que ele tomou”, concluiu.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Assis CarvalhoAssis Carvalho

Nos últimos dias o deputado federal Assis Carvalho (PT) e o grupo político de B. Sá tentavam emplacar a indicação do nome que iria comandar o hospital regional. Diante da confusão, B. Sá Filho disse ser prejudicado por não ser do PT e acusou Assis de querer indicar cargos em todos os hospitais. Assis, por sua vez, acusou o grupo de não ter apoiado Wellington Dias durante as eleições de 2018.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Assis diz que grupo de B. Sá Filho não votou em Wellington Dias

B. Sá Filho diz que critério usado por Wellington beneficia Assis

Assis diz que B. Sá Filho mente sobre apoio a Wellington Dias