Manhattan - USA

'Babá assassina' é condenada à prisão perpétua nos Estados Unidos

As crianças foram esfaqueadas e mortas no dia 25 de outubro de 2012.

Nayrana Meireles
Teresina
- atualizado

A babá dominicana de 56 anos, Yoselin Ortega, que em 2012 matou duas crianças, em Manhattan, foi condenada nesta segunda-feira (14), a prisão perpétua nos Estados Unidos.

A mulher alegou, durante o julgamento, que cometeu o assassinato de Leo, de dois anos e Lucia, de seis, durante um momento de loucura. As crianças foram esfaqueadas e mortas no dia 25 de outubro de 2012.

  • Foto: Alex Tabak/Daily News via AP, PoolYoselin OrtegaYoselin Ortega

Depois de seis semanas de julgamento, a mulher foi declarada culpada pelo júri. Segundo juiz Gregory Carro, a babá, “uma narcisista maligna” e o “mal em estado puro” não terá sua liberdade recuperada de qualquer forma.

O duplo assassinato aconteceu no apartamento de uma família de classe média alta, em Upper West Side de Manhattan, na zona do Central Park. A mãe das crianças, Marina Krin, havia saído para buscar a terceira filha, quando encontrou a babá no banheiro do apartamento junto com as crianças mortas.

Mais conteúdo sobre:

MAIS NA WEB