Política

Barroso diz que "pacto oligárquico" saqueou cofres públicos

O ministro afirmou ainda, durante uma palestra no Fórum Internacional das Nações Unidas, que é preciso tomar o Brasil das "elites extrativistas" para "devolvê-lo à sociedade".

AMANDA KÁREN
DE TERESINA
- atualizado

Nesta segunda-feira (2), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso afirmou que houve um “pacto oligárquico” entre agentes públicos e privados para saquear os cofres públicos do Brasil, segundo informações do G1.

“Celebrou-se de longa data, e com renovação constante, um pacto oligárquico de saque ao estado brasileiro celebrado entre parte da classe política e parte da classe empresarial e parte da burocracia estatal”, explicou Barroso.

Durante uma palestra no Fórum Internacional das Nações Unidas sobre a Segurança Humana na América latina, o ministro diz que apenas nos “últimos tempos” o Brasil se deu conta de que está passando por uma corrupção que era “sistêmica” e “endêmica”.

  • Foto: Marcelo Cardoso/GP1Luís Roberto Barroso ministra palestra em Teresina Piauí Luís Roberto Barroso ministra palestra

“[O Brasil percebeu que a corrupção] não era produto de falhas individuais, era um programa, um modo de conduzir o país com um nível de contágio espantoso que envolvia empresas públicas e privadas, agentes públicos e privados- membros do executivo e iniciativa privada. Foi espantoso o que realmente aconteceu no Brasil”, ressaltou o ministro.

Ainda durante o evento, Barroso disse que após esse ‘acordar do país’ é possível ver uma “grande mobilização da sociedade” para que seja desmontado todo esse “modo natural de fazer política” e afirmou ainda que é necessário tomar o Brasil das “elites extrativistas” para “devolvê-lo à sociedade”.

“Nós precisamos fazer um esforço no Brasil para tomá-lo das elites extrativistas e devolvê-lo à sociedade para que as pessoas possam confiar no país e em uma nas outras”, finalizou o ministro.