Piauí

Casos de dengue e chikungunya reduzem em mais de 50% no Piauí

Para evitar o aumento das doenças, a Secretaria da Saúde iniciou a campanha educativa “Aqui não, Mosquitão”, chamando a população para eliminar larvas e mosquitos da dengue.

WANESSA GOMMES
DE TERESINA
- atualizado

Boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Estadual do Piauí (SESAPI), nesta sexta-feira (20), mostrou que os casos de dengue e chikungunya reduziram em mais de 50% no Estado. De acordo com os dados, a incidência de chikungunya teve uma queda de 54,6%, sendo registrados 169 casos em 15 municípios, número menor que no ano passado, no mesmo período, que foram 372 casos em 24 municípios.

Já os números de dengue representam uma redução de 50,9%. Em 2018, foram 686 casos em 39 municípios, já ano passado foram 1.397 casos em 67 municípios. O Piauí tem cinco casos suspeitos de zika vírus.

Mesmo com os números, a população deve reforçar os cuidados para evitar a proliferação do Aedes Aegypti, mosquito transmissor dessas doenças que, logo após o período chuvoso, deve se manifestar com maior intensidade.

Para evitar o aumento das doenças, a Secretaria da Saúde iniciou a campanha educativa “Aqui não, Mosquitão”, chamando a população para eliminar larvas e mosquitos da dengue. Com descontração e humor, a campanha foca que o Aedes pode estar onde nem se imagina e que não aparece de surpresa.

Confira abaixo as recomendações:

• Evitar o acúmulo de água em garrafas, vasilhames, latas, pneus, pratos sob vasos de plantas;
• Manter vasilhames tampados;
• Manter ambientes limpos;
• Tampinhas de garrafas, cascas de ovos e folhas também poder ser reservatórios d’água;
• Manter caixa d’água cobertas.