Política

Ciro é o senador piauiense recordista em gastos com cota parlamentar

Apenas no ano de 2018, o presidente nacional do Progressistas gastou R$ 355.983,45.

Andressa Martins
Teresina
- atualizado

O senador Ciro Nogueira (Progressistas) foi o parlamentar piauiense que mais gastou com Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (Ceaps). Apenas no ano de 2018, o presidente nacional do Progressistas gastou R$ 355.983,45. Segundo dados do Senado Federal, apenas três senadores dispensaram a cota, mas os outros 78 parlamentares gastaram juntos cerca de R$ 21,2 milhões.

Apenas com locomoção, hospedagem, alimentação e combustível, Ciro gastou a bagatela de R$ 313,769,06. Com passagens aéreas nacionais o valor chegou a R$ 42.169,39. O progressista pediu também o ressarcimento de R$ 58.323,31 em passagens e recebeu auxílio-moradia durante os doze meses do ano.

  • Foto: Senado FederalCiro Nogueira gastou R$ 355.983,45 com cota parlamentarCiro Nogueira gastou R$ 355.983,45 com cota parlamentar

O senador conta com 20 pessoas em seu gabinete, sendo 19 comissionados e uma efetiva. Além do pessoal lotado no gabinete, Ciro possui também 30 pessoas comissionados em escritórios de apoio.

Outros senadores

O senador Elmano Férrer (Podemos) utilizou um total de R$ 294.999,19. Foram R$ 38.683,49 com aluguel de imóveis para escritório político; R$ 82.941,54 com locomoção, hospedagem, alimentação e combustíveis; R$ 71.680,00 em contratação de serviços e R$ 89.931,81 com passagens aéreas nacionais. Elmano utilizou imóvel funcional em Brasília durante dez meses do ano e possui 23 pessoas lotadas no gabinete e outras 35 comissionados nos escritórios de apoio.

  • Foto: Senado FederalElmano Férrer gastou R$ 294.999,19Elmano Férrer gastou R$ 294.999,19

O suplente de Elmano, José Amauri (Podemos), passou quatro meses à frente do cargo, enquanto o ‘vein trabalhador’ disputava o Governo do Piauí. Nesse período o parlamentar gastou R$ 150.165,53 de cota parlamentar.

Em 2018 a então senadora Regina Sousa (PT) gastou um total de R$ 286.833,47. Com passagens aéreas a atual vice-governadora gastou a bagatela de R$ 129.590,48. Com locomoção, hospedagem, alimentação e combustíveis o gasto foi R$ 102.526,36 e com aluguel a petista gastou R$ 45.347,89. O senador Zé Santana (MDB), recém-chegado no Senado, dispensou a cota parlamentar.

  • Foto: Senado FederalRegina Sousa gastou um total de R$ 286.833,47Regina Sousa gastou um total de R$ 286.833,47