Curimatá - PI

Coligação pede a cassação da candidatura a prefeito de Josemar Araújo

A Ação de Investigação Judicial Eleitoral foi ajuizada, no dia 19 de outubro, na 26ª Zona Eleitoral de Parnaguá, pela coligação “Curimatá Avançando Sempre”.

Wanessa Gommes
Teresina

A coligação “Curimatá Avançando Sempre” ingressou com Ação de Investigação Judicial Eleitoral, no dia 19 de outubro, na 26ª Zona Eleitoral de Parnaguá, contra Josemar Araújo de Oliveira, João Freitas Louseiro e Reidan Kleber Maia de Oliveira, candidatos a prefeito, vice e vereador, respectivamente, acusados de abuso de poder político.

De acordo com a denunciante, Josemar Araújo de Oliveira é vereador e presidente da Câmara e como tal teria obrigatoriamente que votar as prestações de contas de governo dos atuais e antigos gestores de Curimatá. Reidan foi prefeito do município entre 2011 e 2014, tendo perdido as eleições municipais de 2014, além de ter tido contas reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI), com imputação de débito e irregularidades insanáveis.

“Salta aos olhos que durante a presidência da Câmara de Josemar, nenhuma das contas de governo de Reidan Kleber foi julgada, conforme o próprio Josemar declarou, considerando que ele tinha o poder-dever de pautar o julgamento das contas”, diz trecho da denúncia.

Segundo a denunciante, Josemar optou por não as pautar, de modo a criar condições favoráveis (beneficiar) a candidatura de Reidan Kleber. “Em síntese, houve abuso de poder na postura do investigado Josemar, de modo que este beneficiou Reidan para que este último pudesse registrar sua candidatura para concorrer ao pleito próximo vindouro”, destacou.

Na ação é pedida a cassação do registro de candidatura dos investigados, pelas práticas abusivas, cassando, ainda os diplomas, caso eleitos, além da decretação de inelegibilidade dos investigados, para as eleições que se realizarem nos 08 anos subsequentes à eleição em que se verificou o abuso.

Outro lado

O GP1 tentou entrar em contato com o candidato Josemar Araújo de Oliveira, nesta segunda-feira (26), mas ele não atendeu as ligações e não retornou até a publicação desta matéria.